entenda-a-importancia-da-educacao-financeira-na-gestao-de-carreira.jpeg

Entenda a importância da educação financeira na gestão de carreira

Ser um profissional liberal nem sempre é uma tarefa fácil, pois exige certos cuidados financeiros para que o negócio possa decolar. No entanto, é possível aprender a controlar as finanças e impactar de forma positiva sua carreira, por meio de algumas dicas simples e bem práticas.

Se você está em busca de algo concreto, que possa ajudar a levantar sua carreira e conseguir bons resultados, então leia este texto até o final, pois nele vamos mostrar a importância da educação financeira para o seu negócio e o que você pode fazer para controlar o seu dinheiro.

O que é educação financeira?

A educação financeira é a forma adequada de entender as ações que devem ser tomadas para ter uma segurança material produtiva para o seu negócio. Ela vai além de aprender a cortar gastos.

Por meio desse método, você vai aprender as melhores técnicas de como cuidar das finanças e fazer com que sua carreira se torne mais próspera. Assim, você terá mais controle sobre o seu dinheiro, sabendo como gastá-lo e ter um retorno saudável.

A inteligência financeira permite que você invista em sua carreira, buscando sempre por algo que possa lhe dar prazer e, ao mesmo tempo, transformar sua vida profissional de forma positiva.

Aprender os princípios que regem esse estudo, modifica a sua forma de pensar e, consequentemente, de agir. Com isso, você passa a organizar melhor o seu orçamento empresarial, tendo um comportamento correto diante das suas despesas.

Veja como ter uma boa saúde financeira.

1. Faça mudanças e permita que coisas novas aconteçam

Mudanças são necessárias para ter uma boa educação financeira. Você deve ter responsabilidade sobre a gestão das suas finanças e fazer todas as alterações que forem importantes, mesmo que elas sejam um pouco mais difíceis do que se imaginava.

​Mas mudar apenas não é o necessário. É preciso deixar que as novas oportunidades aconteçam, pois é isso que a educação financeira possibilita, nos programar para as mudanças que virão.

2. Defina as prioridades

Todas as pessoas têm suas prioridades, é nelas que você deve focar em um primeiro momento. Entender o que, de fato, é primordial para o andamento da sua carreira ajuda a eliminar ou reduzir gastos que são menos necessários.

Por exemplo: se você trabalha em um escritório, mas deseja uma carreira nova ou crescer no próprio negócio, então sabe que é necessário fazer investimentos precisos para que isso possa ocorrer, como a forma de apresentar o seu portfólio.

3. Controle seus gastos

Faça anotações de tudo que for gasto, mantendo a planilha sempre atualizada. Dessa forma, você conseguirá visualizar as despesas.

Por meio dessa prática, será possível observar como seu dinheiro tem sido desembolsado e o que pode ser poupado. Com isso, ficará mais fácil planejar e tomar as decisões certas na hora de fazer um investimento.

Quais são os benefícios da educação financeira para a gestão de carreira?

Um ponto de principal importância da educação financeira é que ajuda você a ter uma gestão de carreira mais exemplar, atraindo mais clientes e, aumentando assim, sua lucratividade. Sua vida profissional será mais saudável, podendo investir em ações que realmente oferecem bons resultados.

Os principais benefícios desse controle são:

  • mais produtividade do capital;
  • melhora na administração de recursos;
  • melhora a qualidade de vida profissional;
  • reduz desperdícios;
  • fornece equilíbrio empresarial e motivação;
  • ​permite mudança de carreira;
  • alivia a pressão financeira.

A importância da educação financeira vai além do que você pode imaginar. Ela é fundamental para que os seus serviços possam ser vistos no mercado ideal e para que sua carreira possa deslanchar.

Que tal aprender como melhorar sua imagem? Leia nosso artigo: como mudar o comportamento e veja as melhores dicas da atualidade.

entenda-a-importancia-do-gestor-de-carreira-para-esportistas.jpeg

Entenda a importância do gestor de carreira para esportistas

A falta de planejamento pode ser um grande empecilho para o sucesso na vida de um profissional. Grosso modo, isso acontece porque desconhecemos os caminhos que nos levariam a fazer escolhas alinhadas às nossas expectativas, o que acaba minando oportunidades valiosas. Se você se identificou com essa situação, está na hora de procurar a orientação de um gestor de carreira.

Mas, afinal, o que faz esse profissional? Em resumo, ele é responsável por identificar as principais habilidades e os pontos a desenvolver em um indivíduo. A partir de uma ampla avaliação a respeito dos obstáculos a serem superados, é possível elaborar um plano de carreira que produza resultados efetivos.

Dada sua relevância, o profissional tem sido bastante requisitado na área esportiva. Assim, o gestor de carreira para esportistas é, atualmente, figura essencial na vida de profissionais que buscam um planejamento de médio e longo prazos para ser reconhecidos pelo alto desempenho de seu trabalho.

Além de contribuir de maneira determinante para a alta performance de um esportista, o profissional tem um enorme valor no planejamento da pós-carreira, pois identifica talentos que poderão ser desenvolvidos para a construção de uma segunda carreira.

Quer saber como a gestão de carreira fez toda a diferença na vida de grandes esportistas? Confira dois cases de sucesso que separamos para você.

A superação e o ouro de Rafaela Silva

Quem acompanhou a excelente campanha de Rafaela Silva na Olimpíada em 2016, nem imagina o que ela teve de enfrentar para a conquista do ouro consagrado. Quatro anos antes, em Londres, a judoca era uma das favoritas para ganhar a competição, mas foi eliminada nas oitavas de final.

A derrota veio acompanhada de ataques e ofensas contra a esportista, que parou de treinar. Seria, provavelmente, o fim da carreira de Rafaela no judô, até que ela decidiu buscar orientação de um profissional para ajudá-la a superar seu drama.

O resultado foi rápido. Em 2013, a judoca venceu o campeonato mundial. Nos jogos olímpicos do Rio, emocionou milhões de brasileiros ao trazer para o país a primeira medalha de ouro daquela competição.

A estratégia certeira do atacante Éder

Em 2014, o atacante Éder jogava pelo Braga, uma das grandes equipes do futebol português. Estava em uma fase ruim, em que não entregava resultados, o que gerou insatisfação e críticas por parte do treinador, dos torcedores e da imprensa.

Éder estava desmotivado e sem perspectivas. Foi quando resolveu procurar ajuda. Junto com o profissional responsável por contribuir com o seu êxito, o centroavante traçou o objetivo de jogar no campeonato inglês. Após quatro propostas, assinou contrato com o Swansea City, no fim da temporada 2014-2015.

Mas Éder queria mais. Seu sonho era jogar na Eurocopa. Como não estava rendendo tudo o que podia no Swansea, teve uma ideia conjunta com o seu gestor de carreira: pediu para ser emprestado ao Lille, da França. Foi destaque no time francês e conseguiu o que tanto desejava, ser convocado para o principal campeonato de futebol europeu.

O que o gestor de carreira pode fazer por você

Depois dos exemplos acima, você ainda pode estar se perguntando o que, de fato, o gestor de carreira para esportistas pode fazer por você. Em uma palavra, a resposta é: muito.

Ao identificar seus pontos fortes, esse profissional pode ajudar a potencializá-los. Por outro lado, ao visualizar suas dificuldades, ele ensinará você a como neutralizá-las ou desenvolvê-las.

Com a definição de objetivos e metas e um plano de ações estratégico e bem estruturado, é possível manter o foco no que realmente importa, aprimorar ao máximo suas qualidades e atingir os resultados almejados. A consequência desse trabalho são o reconhecimento e o êxito profissionais.

O artigo ajudou você a entender por que um gestor de carreira para esportistas é fundamental na vida de um profissional? Assine a nossa newsletter para ter acesso a outros conteúdos valiosos para a sua carreira.

como-falar-bem-em-publico-entenda-o-poder-da-presenca.jpeg

Como falar bem em público? Entenda o poder da presença

Dar uma palestra, fazer um discurso, apresentar um trabalho, ou seja, falar em público. Isso gera, na maioria das pessoas, certo desconforto e, em maior ou menor grau, insegurança. O que é natural do ser humano.

Como falar bem em público é uma questão cuja resposta envolve presença e linguagem corporal. Contudo, a prática e a adoção de algumas técnicas podem fazer de você um(a) orador(a) de sucesso!

Acompanhe este post para saber como falar bem em público. Boa leitura!

O ser humano e o mundo animal

Amy Cuddy é uma psicóloga social, professora de Harvard e autora do bestseller O poder da presença. Ela estuda as expressões não verbais das pessoas.

Cuddy relata que os animais, quando querem demonstrar domínio, agem de forma expansiva. Ou seja, em suas interações, eles procuram ocupar mais espaço, se esticam, se abrem.

O mesmo ocorreria com os seres humanos. Gestos como erguer os braços e levantar o queixo estão relacionados com o sentimento de orgulho. Tais movimentos são inerentes às pessoas e impõem presença.

A linguagem corporal e o que ela diz

A maioria de nós está particularmente interessada pela linguagem corporal de outras pessoas. Há um fascínio por esse tema.

Observamos apertos de mãos, microexpressões faciais, uma respiração mais profunda e assim por diante. As posições e as gestualidades demostram (ou querem demonstrar) os sentimentos de quem as produz.

Por esse motivo, no caminho inverso de quem deseja aparentar poder, quem se sente oprimido ou em subordinação, abaixa a cabeça e se encolhe procurando ocupar o menor espaço possível.

O cérebro e o corpo

Blaise Pascal (1623–1662), um matemático, filósofo e pesquisador escreveu a seguinte frase: “Ajoelha-te, reza, e crerás!”. Em outras palavras, ele quis dizer que, mesmo que não tenha fé, aja como se tivesse. Assim, a fé se tornará real para você.

A postura física influencia a mente. Ou seja, ainda que não acredite ser capaz de algo, a posição corpórea convencerá o seu cérebro do contrário.

O corpo está intimamente envolvido em todos os nossos processos de pensamento e emoções, e por essa razão ele altera a nossa mente.

A semelhança entre Cuddy e Pascal

Apesar dos séculos que os separam, os dois estudiosos citados chegaram à mesma conclusão em suas análises.

Porém, a ciência moderna revela que a linguagem corporal pode mudar, inclusive, o humor de uma pessoa, fazendo-a se sentir mais feliz, mais triste, menos ansiosa etc.

A teoria e a prática

Pesquisas realizadas pela equipe da psicóloga americana mostram que adotar posições expansivas faz com que nos sintamos mais poderosos e confiantes.

Os pesquisadores obtiveram essa conclusão por meio de experimentos nos quais as pessoas ficavam dois minutos em posições consideradas de domínio.

Como falar bem em público

Podemos enganar o nosso cérebro? Segundo Cuddy, sim! E a fórmula é relativamente simples: finja até você conseguir!

Se não acredita ser capaz de enfrentar uma plateia e encher o território com sua presença, chamando a atenção de todos para si, encubra a verdade e simule uma nova realidade na qual você é totalmente adequado(a) e hábil para realizar tal tarefa.

Pode-se alterar a mente fazendo coisas simples. Veja estas dicas:

  1. assuma uma postura de poder por dois minutos antes da apresentação (por exemplo, coloque as mãos em punho na cintura, com as pernas afastadas, e o queixo erguido — posição da Mulher Maravilha);
  2. sorria (mesmo que não esteja feliz);
  3. treine (não espere estar diante do seu público para praticar a habilidade de falar. Faça apresentações imaginárias para se familiarizar com a situação);
  4. escolha uma técnica de relaxamento para fazer antes de se apresentar (respiração, visualização de algo que te acalme, como paisagens naturais, por exemplo);
  5. evite posições que denotem pouco poder (cabeça baixa, mão no pescoço, ombros curvados etc.).

Fazendo isso, o seu corpo enviará mensagens para o cérebro, e esse por sua vez responderá tornando seus estados psicológicos e fisiológicos favoráveis à sua forma de agir.

Gostou deste post? Então, não pode deixar de ler nosso texto sobre Coaching Ontológico! Nele você vai aprender um pouco sobre essa metodologia que trabalha diferentes áreas do ser.