Imprima_sua_marca_pessoal_em_tudo_aquilo_que_fizer.jpg.jpeg

Imprima sua marca pessoal em tudo aquilo que fizer

Em um mundo em que todos os ramos de atuação têm uma grande oferta de profissionais — cada vez mais qualificados —, a potencialização de uma marca pessoal poderosa e que seja capaz de atrair potenciais clientes e construir uma boa reputação perante o mercado é uma medida de sobrevivência. Porém, essa não é tarefa das mais fáceis.

Para se destacar no meio da multidão, você precisa construir uma marca pessoal forte e imprimi-la em tudo aquilo que fizer. Confira a seguir algumas dicas que vão ajudar você nessa importante missão!

Construa sua marca pessoal

Antes de ser capaz de imprimir sua marca pessoal em seu cotidiano, você precisa construí-la. Nesse momento, muitos aspectos são importantes: a forma com que você se apresenta pessoal e virtualmente, o modo como se veste e a maneira como se comporta, tudo isso tem o poder de impactar positiva e negativamente na construção de sua marca.

Se você quer criar uma boa reputação profissional, precisa aproveitar todas as oportunidades que tiver para construir uma imagem consolidada, condizente com os seus valores, sua essência e com aquilo que você deseja transmitir ao mercado.

Valorize suas interações

Sua marca pessoal é construída e reforçada a todo tempo, e não apenas enquanto você está efetivamente trabalhando. Por isso, todas as suas interações são uma excelente oportunidade para imprimir sua própria marca.

No contato, não apenas com clientes e parceiros de trabalho, mas também com familiares, amigos e com as pessoas em geral, procure ser aquilo que você realmente é e alinhe sua marca pessoal à sua verdadeira essência.

A melhor maneira de ser único e repleto de diferenciais é sendo você mesmo; e a melhor oportunidade de fazer isso é durante suas interações. Valorize-as, pois isso vai ajudar muito a reforçar sua marca.

Tire proveito das redes sociais

A maioria das pessoas tem conta em pelo menos uma das muitas redes sociais. Portanto, usar a internet com sabedoria é fundamental.

Mais uma vez, é preciso alinhar sua marca pessoal à sua essência. Nas redes sociais, mantenha uma postura que esteja de acordo com o modo que você deseja que as pessoas enxerguem sua marca.

É comum vermos pessoas cuja vida virtual é completamente diferente da imagem que querem transmitir com sua marca. Isso pode deixar o público confuso e pode fazer com que sua marca perca a consistência.

Use as redes sociais para mostrar a melhor versão de si mesmo!

Seja digno de credibilidade

Em tudo o que fizer, seja digno de credibilidade. Cumpra sempre o que prometer e tenha embasamento com as coisas que você fala. Quando se trata de uma marca pessoal, qualquer erro pode ser fatal ao seu sucesso, então, é preciso estar atento e procurar evitar tudo aquilo que possa ameaçar sua credibilidade. Procure atuar em sua vida pessoal e profissional com clareza, coerência e consistência.

Sua imagem, sua marca pessoal e seu comportamento precisam estar alinhados. Por isso, continuamente reflita: qual será a impressão que estou transmitindo com determinados comportamentos? De que maneira minha forma de falar e de me vestir impactam na visão que as pessoas tem de mim? Analisar essas questões pode ajudá-lo a aprimorar a si mesmo e melhorar sua reputação perante o mercado.

Seja qual for a área em que você atua, invista em sua qualificação, pois isso interfere diretamente na qualidade daquilo que você oferece ao público e é uma das mais relevantes formas de transformar sua marca pessoal positivamente.

Gostou desse texto? Então aproveite e confira também 6 maneiras de promover sua marca pessoal!

5_dicas_para_gerenciar_bem_uma_marca_pessoal_3.jpg.jpeg

5 dicas para gerenciar bem uma marca pessoal

A marca pessoal é o que vai auxiliar qualquer profissional se estabelecer dentro do mercado de forma forte e duradoura. Porém, essa não é uma tarefa que deve ser feita apenas através da produção de materiais visuais. Ela é, na verdade, construção e gerenciamento constantes de diversas técnicas e ações que vão permitir que você seja reconhecido e abraçado dentro do seu campo de atuação.

Para tanto, separamos algumas dicas essenciais para nortear o seu investimento. Vamos a elas?

1 – Definir o seu target

A base de qualquer planejamento de marketing não parte da própria marca, mas do seu público-alvo. A razão para tal é razoavelmente simples: é preciso saber para quem se destina o que você tem a oferecer. É a partir da definição do seu público-alvo (o target, em inglês), que será possível eleger linguagem, formatos, canais de distribuição e tudo aquilo necessário para a sua marca pessoal. Porém, isso não significa “criar um personagem” para estabelecer melhores relações e sim manter-se firma à sua essência, buscando melhorar aspectos que possam melhorar as relações profissionais e sociais.

Então, procure definir o seu target.

2 – Usar o storytelling

Uma tática muito utilizada por diversas marcas (pessoas físicas e jurídicas) é o storytelling. A experiência da sua marca e o caminho traçado por ela, ao serem analisados, têm tudo para render uma boa história, algo que represente a origem, os objetivos, a justificativa e aonde ela quer chegar.

Aprender a usar o storytelling de forma criativa e inteligente significa aproveitar as suas origens para poder mostrar ao seu target a sua experiência e a sua capacidade de realizar tudo aquilo que sua mensagem de marketing promete nos materiais publicitários.

3 – Aplicar o conceito de genius loci à marca pessoal

Ambientes costumam ter uma identidade, algo trabalhado a partir da intervenção do homem, criando um conjunto único de características naturais e construídas.

Uma dica preciosa é aproveitar esse conceito na sua marca pessoal. Como? Entendendo o conjunto das suas características e experiências profissionais, é possível identificar o que o torna único e o que merece a valorização dentro do seu ramo de atuação.

4 – Investir na qualidade e na consistência

Só que uma marca pessoal não é um conceito estático. Ela é parte de um processo que acompanhará toda a sua carreira profissional, desenvolvendo-se e sendo fortalecida dia a dia.

Investir na qualidade e na consistência nada mais significa do que a corroboração do que dizem as suas mensagens de marketing, feita através das relações com clientes e dentro do próprio ambiente de trabalho, junto aos colaboradores.

5 – Cuidar para não manchar a sua reputação

E, por fim, segue uma dica importante: uma marca pessoal precisa de cuidados para poder se manter positiva. Fortaleça e torne visível diariamente as qualidades pelas quais é reconhecido e esforce-se para se manter no caminho daquilo que você deseja para o seu presente e para o seu futuro.

A partir dessas dicas, será possível entender a importância da construção e manutenção da reputação positiva no decorrer do gerenciamento da sua marca pessoal para se constituir e manter no mercado, buscando o crescimento constante e o merecido sucesso.

Gostou do post? Para ser sempre avisado por e-mail sobre os novos conteúdos que produzimos no site, não deixe de assinar a nossa newsletter!

103400-estender-500-planejamento-de-carreira-voce-esta-fazendo-isso-certo

Planejamento de carreira: você está fazendo isso certo?

Não é comum encontrar profissionais que tenham um sólido planejamento de carreira e, menos ainda, pessoas que tenham o colocado em prática. O perfil do brasileiro típico indica que somos um povo que dá pouca importância para qualquer tipo de comportamento metódico, o que faz desse hábito algo ainda longe da nossa realidade.

Por esse e outros motivos, você deve focar muito no planejamento de carreira, que destaca profissionais no mercado de trabalho e viabiliza uma série de possibilidades que outros não conseguem. Se você está lendo este artigo, provavelmente já deu início ao seu planejamento de carreira. Mas, será que está fazendo isso corretamente?

Entender a necessidade de uma carreira planejada já é o primeiro passo do caminho certo. Agora, é preciso fazer uma série de considerações para alinhar o seu plano e continuar na direção do sucesso profissional. Veja a importância do planejamento de carreira e saiba se você está na direção correta.

Você sabe o que você deseja para o futuro?

Os seus anseios profissionais devem guiar e orientar todas as etapas do seu planejamento de carreira, mas é bom expandir o pensamento e considerar também o que você quer para a sua vida pessoal e familiar, relacionamentos, hobbies e outros.

Isso significa levar em conta fatores ligados à sua posição de trabalho almejada: local, ambiente, colegas, possibilidade de crescimento, de qualificação e horários, por exemplo.

Há carreiras que incluem muitas viagens e rotinas extremamente pesadas, lidando com equipes de muitas pessoas diferentes. Já outras exigem que você se mude de cidade, de estado e até de país.

E também há oportunidades de trabalho solitárias, como pesquisadores que vivem em locais isolados e sem contato com amigos e família. Considere essas variáveis e não abra mão dos seus sonhos por alguma dificuldade que se apresente pelo caminho. Planejar uma carreira é entender que nada na vida é fácil e, por isso, o melhor é se preparar para enfrentar o que vier.

Ah, e não se esqueça de avaliar a sua carreira e entender os motivos dos seus erros e acertos a serem considerados no seu plano. O ideal é que, pelo menos uma vez por ano, você reverse um tempo para analisar o próprio progresso. E como fazer isso?

Liste os pontos positivos e negativos do seu atual emprego, juntamente com seus objetivos profissionais e com as ferramentas necessárias para atingi-los. Dessa forma, você vai enxergar a própria situação com clareza e conseguirá seguir com aquilo que é positivo e mudar o que estiver incomodando.

Conte com ajuda profissional nesta etapa também! Falaremos mais sobre os serviços que podem colaborar com o seu planejamento de carreira logo mais.

Conhece seus pontos fortes?

Além de saber o que você quer para a sua vida e o seu futuro, você precisa entender suas próprias qualidades e defeitos, suas habilidades e hábitos, a forma como se relaciona com as outras pessoas e com o mundo ao seu redor. Sua marca pessoal tem papel fundamental nas bases do seu planejamento de carreira.

Por isso, tenha sempre em vista o seu próprio aprimoramento, tanto pessoal quanto profissional. Informe-se, leia bons livros, faça cursos e invista nas relações pessoais.

Como está o seu networking?

Sabendo os seus pontos fortes e investindo em sua marca pessoal, você deve partir para uma importante prática em qualquer período de sua vida de trabalho: o networking. Construir uma poderosa rede de contatos é crucial para conseguir dar bons passos na sua trajetória profissional.

Tire proveito de seu networking, analise o mercado de trabalho e a economia do país para saber onde você pode ser melhor aproveitado e desempenhar um papel mais eficiente, produtivo e satisfatório.

Sabe a quem recorrer?

Planejamento de carreira pode se tornar bastante complexo à medida que formos abrindo as possibilidades e entendendo as variáveis que podem influenciar as decisões e atitudes profissionais. E, imerso em sua rotina de trabalho e vida pessoal, talvez você não consiga enxergar oportunidades e necessidades que estão bem à sua frente.

Como tudo na vida, é bom contar com a ajuda de alguém para que você possa tomar as melhores decisões que vão ecoar por toda a sua vida. Uma pessoa de fora, que analise a conjuntura com você, tendo em foco os ganhos e melhorias possíveis.

Há profissionais especializados em gestão de carreira que possuem metodologias e técnicas adequadas para fazer a avaliação de perfis e sua relação com a carreira desejada. Quem sabe não é essa a ajuda que você precisava?­­

Tem um plano de ação?

Saber o que fazer é uma das principais vantagens de realizar um bom planejamento de carreira. Um plano de ação deve ser baseado no seu DNA pessoal, para ser relevante de acordo com o seu perfil e seus desejos profissionais. Dessa forma, fica muito mais fácil seguir à risca o planejamento, pois é um guia para você saber como chegar aonde quer.

Este plano pode ser baseado em períodos da vida, por exemplo: até os 30 anos concluir a pós-graduação, até os 40 virar gestor, e assim por diante. Ou ainda em objetivos pessoais: abrir o próprio negócio, conquistar uma vaga naquela multinacional de topo de linha em sua área ou até mesmo conseguir um trabalho fora do país.

O importante é você pensar em planos possíveis e correr atrás de tudo o que for necessário até chegar lá! Somente o fato de ter um plano já vai tornar você mais comprometido e focado.

Está de olho nos exemplos bem-sucedidos?

É claro que mesmo os melhores planos de ação não garantem 100% da eficiência no desenvolvimento profissional, em certos casos. Então, aprenda com as experiências alheias! Às vezes, entender como pensa uma pessoa de destaque ou ter ideias de como agir em situações adversas pode salvar o seu planejamento de carreira.

Conheça os cases e exemplos de metas profissionais que deram certo e estude a trajetória de nomes relevantes em várias áreas. Sim, a ideia brilhante ou o estopim que você precisa pode estar na história de um profissional de humanas, mesmo que você trabalhe com exatas. Aprender com a experiência dos outros: esta é uma oportunidade sem igual.

Tira proveito do seu emprego atual?

Faça com que a sua posição atual seja positiva para o seu progresso profissional. O que isso significa? Que você deve procurar se destacar na equipe, demonstrar liderança, acumular muita experiência, expandir contatos e usar todos estes benefícios para trilhar o seu caminho de progresso na carreira.

Isso vale tanto para quem quer continuar na atual empresa, mas crescendo de posição, quanto para quem procura novas oportunidades e também para aqueles cujo objetivo é empreender.

O seu desempenho é um patrimônio que você carrega em sua trajetória profissional. Seus ex-chefes e colegas darão boas recomendações, seu portfólio estará recheado, suas experiências serão o seu diferencial.

Portanto, ao pensar no futuro, não deixe de lado o presente. A vida profissional é uma cadeia de acontecimentos: o que acontece hoje é determinante para o que virá amanhã.

E a qualificação? Você não deixou esta etapa de fora, certo?

Bons empregos exigem qualificação. E manter-se atualizado é vital para desempenhar seu papel na empresa de forma satisfatória, afinado com as últimas tendências e inovações da sua área. Só por estes dois motivos você já deveria estar correndo atrás de cursos de aprimoramento.

Mas, isso não é tudo. Estudar mantém você focado, amplia o networking (lembra que falamos dele?), oferece novas oportunidades e ainda pode representar um salário mais recheado no fim do mês. No atual mercado, diversificado e competitivo ao mesmo tempo, especializar-se é sinônimo de maiores chances.

É verdade que estudar é trabalhoso e cansativo, mas encare cada curso como um passo dentro do seu planejamento.

Quer se aprofundar mais ainda naquilo que você pode fazer pelo planejamento de sua carreira? Então confira nosso e-book “Cinco passos para criar sua marca pessoal“. Lembra-se que falamos, no segundo item, da importância de valorizar sua marca pessoal? Então, o que está esperando? Baixe já o e-book!