4-dicas-de-especialistas-para-falar-em-publico-sem-medo.jpeg

4 dicas de especialistas para falar em público sem medo

Para um profissional fechar bons negócios e até mesmo construir uma imagem positiva, é necessário que ele possua uma boa comunicação. Mas nem todos têm segurança para falar em público e acabam não indo bem nas suas apresentações.

A boa notícia é que o nervosismo e ansiedade ocasionados por estar diante de uma plateia podem ser amenizados: existem algumas técnicas que podem ser utilizadas para melhorar o poder de comunicação.

Quer saber quais são elas? Continue a leitura e conheça 4 dicas recomendadas por especialistas para se expressar em público sem deixar o medo dominar você!

1. Pratique mais situações de falar em público

O sentimento de ansiedade é bastante comum e natural de acontecer durante apresentações. É o que explica a psicóloga brasileira Cláudia Lúcia Menegatti. O motivo apontado por ela é que, quando nos expomos para uma plateia, estamos abrindo a possibilidade de sermos julgados.

Ou seja, as pessoas que nos assistem podem criar juízos sobre a maneira que falamos e colocamos a postura do corpo. Mas é preciso conseguir lidar com essa experiência.

Por isso, Menegatti recomenda que os profissionais devem praticar mais situações de fala em público. Pois quanto mais vezes fizerem apresentações, mais fácil fica de se adaptar com esses momentos. Portanto, não negue convites para se apresentar em público. Essas são oportunidades para você se exercitar!

2. Crie um plano de contingência

Existem profissionais que se inibem ao falar em público porque simplesmente acham que algo vai dar errado. É o medo da apresentação do PowerPoint não funcionar ou o microfone pifar na hora.

Isso gera bastante ansiedade. E, para fugir disso, o consultor de marketing e comunicação britânico Simon Sinek recomenda criar um plano de contingência.

Isto é, pensar em alternativas para a apresentação. Caso algo dê errado, você utiliza o plano B para não perder a oportunidade.

3. Prepare diariamente o seu potencial de comunicação

Geralmente, as pessoas querem falar bem em público, porém, se esquecem de fazer isso no dia a dia. A fonoaudióloga especialista em comunicação, Cida Stier, argumenta que se expressar bem é um tarefa para ser praticada diariamente.

Sendo assim, ela recomenda que as pessoas invistam em métodos para melhorar a dicção e tenham uma maior empatia pelos outros. A especialista destaca que as capacidades de comunicação melhoram muito quando se está disposto a ouvir o outro.

4. Estude o tema antes de falar em público

As crises de ansiedade e a tremedeira ocasionadas pela fala em público, muitas vezes, ocorrem por falta de conhecimento do assunto. O profissional começa a titubear porque não domina o conteúdo que vai apresentar.

Para evitar isso, a coach Cibele Nardi indica estudar previamente o assunto. Segundo ela, isso traz bastante segurança e firmeza para poder fazer uma bela apresentação ao público.

Com essas dicas, sem dúvidas, falar em público vai ser algo mais fácil para você. Ao aplicá-las na sua rotina, as suas imagens pessoal e profissional tendem a ser positivas. No entanto, é preciso ficar de olho em como elas estão na internet. Então, conheça algumas sugestões de como evitar a crise de imagem nas redes sociais.

Gostou do post de hoje? Fique por dentro das novidades seguindo o nosso perfil no Facebook, Twitter e LinkedIn!

 

161652-estender-500-utilize-tecnicas-de-linguagem-corporal-para-melhorar-sua-argumentacao

Utilize técnicas de linguagem corporal para melhorar sua argumentação

Em diversos casos, não adianta muito ter um currículo extenso ou boas práticas profissionais. Em situações em que uma boa comunicação é necessária, a linguagem corporal torna-se um cartão de visita imbatível. Para encontrar novas oportunidades, é preciso uma boa articulação não só da fala, mas também do corpo.

Uma postura correta, um tom de voz agradável e um olhar penetrante fazem com que uma conversa de negociação, por exemplo, seja bem-sucedida. Além disso, essas características podem ser usadas nas estratégias de gestão de uma marca pessoal.

Quer saber mais? Acompanhe este artigo e descubra 9 dicas fundamentais para você ter uma boa linguagem corporal. Confira agora mesmo!

1. Tenha uma postura correta

Uma profissional que está sempre com uma postura inclinada ou se senta encurvada acaba chamando negativamente a atenção do interlocutor. Com isso, perde credibilidade na conversa.

Para fugir disso, sempre mantenha a postura ereta do corpo. Assim, você vai passar uma imagem de segurança e confiabilidade. É preciso ter essa postura enquanto estiver andando e quando estiver sentada.

Uma dica para melhorar a sua postura, caso você encontre dificuldades, é realizar exercícios. Você pode procurar uma academia para ajudá-la. Aliás, isso ainda trará benefícios para a sua saúde.

2. Cuidado com o tom de voz

Algumas profissionais, quando estão inseguras, acabam aumentando o tom de voz, achando que vão dominar o discurso. Na verdade, o efeito é inverso. Isso demonstra despreparo e falta de respeito para com quem se fala.

Sendo assim, mantenha um tom de voz natural. Nem muito alto, nem baixo demais. Quando você fala em um tom estável, o seu interlocutor tende a confiar mais em você e em seus argumentos.

Da mesma forma, procure falar pausadamente para que a pessoa que está conversando com você possa entendê-la com facilidade. Lembre-se de que a voz é algo muito avaliado em uma pessoa; por isso, você deve evitar ao máximo qualquer descuido.

3. Fixe o olhar no interlocutor

Uma profissional que não olha nos olhos da pessoa com quem se fala certamente não conquistará o que pretende. Isso pode até sugerir que está mentindo sobre o assunto, já que essa postura é totalmente inadequada.

Geralmente, é no olhar que se pode identificar uma mentira. Por exemplo, imagine um homem contando para a parceira que a ama e não a enganou quando não pode ir ao shopping com ela, mas que diz tudo isso sem olhar em seus olhos. Provavelmente, a namorada não acreditará nele.

Da mesma forma, para não passar essa impressão, mantenha o olhar na direção dos olhos do seu interlocutor. Isso é bom para você demonstrar que se interessa pelo que é dito. Também mostra que você tem seriedade durante a conversa.

4. Respire profundamente para ter uma linguagem corporal adequada

Uma das causas que aceleram os sinais de insegurança e ansiedade é a falta de uma respiração adequada. Quem respira muito rápido acaba demonstrando que é uma pessoa nervosa. Isso não é bom!

Portanto, tenha uma respiração mais natural. Antes de conversar com alguém, pratique alguns minutos de respiração profunda. Durante a conversa, respire lentamente e, ao mesmo tempo, preste atenção no que é dito a você.

Se possível, faça esse treinamento em casa, imaginando a pessoa com quem vai conversar; assim, você terá menos chances de errar depois.

5. Mantenha os braços descruzados

Em uma conversa ou apresentação, a profissional que fica com os braços cruzados sinaliza que não está interessada em interação social e demonstra que é uma pessoa fechada ou reservada. Isso fará com que você tenha dificuldades em seu relacionamento profissional.

Mude essa postura! Mantenha os seu braços livres, pois assim você mostrará ser uma pessoa interativa e comunicativa. Além disso, em momentos pontuais, junte suas duas mãos para encontrar um equilíbrio na postura. Dessa forma, as pessoas se sentirão muito mais a vontade para conversar com você.

6. Faça uma primeira impressão com o aperto de mão

O aperto de mão é outra parte da linguagem corporal que pode contribuir para o seu sucesso em uma conversa.

Na hora de cumprimentar uma pessoa, você precisa apertar a mão com firmeza, pois isso indica que você é alguém de confiança. Caso aperte a mão com fraqueza, isso indicará passividade e a desqualificará na comunicação.

Desse modo, a postura acertada para cumprimentar alguém é oferecer o aperto de mãos na altura da barriga. Além disso, lembre-se de que apertar as mãos com firmeza não significa que será com muita força, já que isso pode machucar a mão da pessoa, podendo afastá-la de você, e não contribuirá de forma alguma para a sua imagem.

7. Ouça com atenção

Uma das coisas em que as pessoas mais têm dificuldades, atualmente, é ouvir o que as outras têm a dizer. Todavia, quem está falando também percebe quando você não está atento ao que ela está dizendo.

Por isso, uma forma de usar a linguagem corporal para o seu benefício é ouvir, atentamente, o que o outro está falando. Isso demonstrará que você é uma pessoa confiante e tranquila, pois sabe esperar a sua vez de falar.

Além disso, é importante lembrar que ouvir com atenção fará com que você não interrompa a pessoa que está se comunicando com você, o que a deixará mais livre para desejar falar mais.

8. Sorrir para as pessoas

É muito importante sorrir em todos os contextos da vida. Uma pessoa sorridente transmite alegria ao ambiente e revela uma imagem gentil de si mesma. Além disso, estudos revelam que sorrir faz até mesmo bem à saúde.

Dessa forma, por exemplo, em uma entrevista de emprego, você passará uma imagem de ser uma pessoa animada. Isso também revelará a sua autoconfiança, o que a ajudará a ocupar a vaga oferecida.

No entanto, lembre-se de fazer tudo com moderação. Não é preciso sorrir exageradamente, pois isso também pode desqualificá-la. É muito importante ter equilíbrio.

9. Ter um pensamento positivo

Por fim, algo muito importante que determinará como você usará a sua linguagem corporal é a forma como você pensa de si mesma. Caso você pense que é fracassada e impotente, tenderá a usar mal todas as suas expressões corporais.

O seu corpo age de acordo com o que você pensa de si mesma. Dessa forma, não tem como você se sentir fraca, mas reagir de modo forte.

Por isso, é essencial que você tenha autoconfiança. Sendo assim, o seu corpo agirá dessa forma, pois você deseja alcançar o sucesso em sua comunicação, atraindo mais pessoas para conversar com você.

Além disso, não há significado em melhorar a argumentação corporal, se você não cuidar da sua autoestima e da forma como você pensa de si mesma primeiro.

Portanto, com essas técnicas de linguagem corporal, provavelmente, você passará uma ótima imagem de si e será bem-sucedida em seu ato de comunicação. Além dessas posturas, tenha cuidado com a sua imagem profissional: alguns comportamentos sabotadores precisam ser evitados.

Quer ficar sabendo sobre mais dicas para a gestão da sua carreira? Assine a nossa newsletter e receba outras informações interessantes em seu e-mail!

marketing-de-relacionamento-como-aplicar-na-imagem-pessoal.jpeg

Marketing de relacionamento: como aplicar na imagem pessoal

Você já deve ter ouvido falar de marketing de relacionamento. O tema é tendência entre as empresas que desejam estabelecer uma relação mais próxima com público e promover a fidelização e o encantamento do cliente.

Ele vem ganhando adeptos em diversos segmentos, pois não exige grandes investimentos e promove uma experiência positiva entre o cliente e a empresa.

Pensando dessa forma, os conceitos do marketing de relacionamento também podem ser aplicados na gestão da sua imagem pessoal. Então, o que acha de começar a trabalhar esses pontos agora mesmo? Continue lendo e descubra como!

Por que o marketing pessoal é importante para mim?

Usar o marketing de relacionamento na imagem pessoal não é algo que deve ser restrito a pessoas famosas. Quando mantemos bons relacionamentos com as pessoas, elas começam a falar bem de nós e isso só traz benefícios para a nossa vida pessoal e profissional.

Você pode aplicar as técnicas do marketing de relacionamento na construção da sua imagem para ganhar visibilidade, oportunidades de trabalho e ter uma base de fãs e clientes.

Existe algum case de sucesso?

Um bom exemplo de como o marketing de relacionamento pode ser aplicado na gestão de imagem é o time da Alemanha.

Ele tinha tudo para ser odiado pelos brasileiros na copa de 2014: aplicou no Brasil uma das maiores goleadas da história — dentro de casa. Mas os jogadores souberam trabalhar as suas imagens durante toda a competição.

Eles mantiveram um storytelling, que os ajudou a construir uma imagem positiva desde o início da competição — fizeram publicações em português, interagiram com os seus fãs, patrocinaram obras sociais e resumiram tudo em um vídeo, ao som de Tieta — uma música tradicional brasileira.

Uma aula de gestão de imagem, elogiada por especialistas e pelo povo, que passou a ver o jogador alemão Podolski, como um novo ídolo.

Como utilizar o marketing de relacionamento na gestão da minha imagem?

Agora que você já sabe o potencial do marketing de relacionamento na otimização da sua imagem pessoal, chegou a hora de trabalhar esses conceitos na prática.

Tenha um objetivo

Saber de antemão o que você deseja ser, torna o caminho até lá mais fácil. Tenha metas em curto e longo prazo e trabalhe a sua imagem de acordo com elas.

Passe uma boa impressão

Assim como uma empresa precisa cuidar da imagem, você também precisa! Escolher a roupa correta para cada ocasião e se cuidar, por exemplo, ajuda a transmitir uma boa imagem para as pessoas.

Use as redes sociais em seu favor

Hoje em dia, compartilhamos conteúdo com todo tipo de gente e isso inclui possíveis clientes e até futuros chefes. Se você quer se destacar no mercado em que atua, pode utilizar as redes sociais para compartilhar conteúdo relevante da sua área, interagir e seguir pessoas do ramo.

Estabeleça um Networking

Quem quer ser reconhecido no meio em que atua precisa se mostrar. Para isso, é necessário conhecer pessoas. Bons profissionais às vezes se escondem atrás de um trabalho e nunca expõem o seu valor. Saiba que para ser lembrado, você precisa primeiro ser visto!

Viu como o marketing de relacionamento é importante também na construção da sua imagem pessoal? O que acha de compartilhar com a gente as suas dúvidas e experiências sobre o tema? Deixe-nos um comentário.