Posts

Uma mulher com sacolas de compra na mão e olhando para o celular

Conquiste seus consumidores no momento certo conhecendo a Jornada do Cliente

Com uma busca rápida no Google, nos deparamos com infinitas possibilidades de estratégias que prometem fazer nossas conversões crescerem em escalada. Entretanto, a grande maioria não passa de mera especulação. Isso porque, para que você consiga atrair mais clientes e desenvolver a sua empresa, é preciso primeiro conhecer o consumidor e entender como ele se comporta. Assim, para que você se torne referência no seu mercado, comece explorando e desenvolvendo a sua Jornada do Cliente!

Nesse conteúdo te explicaremos o que ela é, sua importância e também como mapear a sua jornada.

Se interessou pelo assunto? então continue conosco para aprender tudo o que precisa!

Como fazer a minha própria Jornada do Cliente?

Podemos entender a jornada do cliente, também conhecida por jornada do consumidor ou Mapa da Jornada do Cliente, como uma representação visual que mostra o passo a passo do comprador em relação a sua empresa.

Quase como um guia, essa jornada será desenvolvida através de uma relação dos comportamentos recorrentes dos clientes em união ao que se conhece deles, através de uma persona.

O resultado disso são soluções claras de que medidas devem ser tomadas para que o cliente seja atraído e convertido com maior facilidade pela empresa.

Dizemos que a jornada do cliente é essencial para todas as marcas pelo motivo de que ela não desenvolve apenas uma relação de tudo o que precisa saber sobre o consumidor – o que, por si só, já seria incrível – mas apresenta soluções para os problemas que encontrar.

Assim, ao desenvolver o seu mapa, você será capaz de compreender o cliente e ajudá-lo exatamente no que ele precisa.

Agora que já sabemos o que é e a importância da jornada, chegou a hora de aprender a mapeá-la!

Conheça o seu consumidor

O primeiro passo dessa estratégia de gestão, que é a jornada do cliente, é conhecer o seu consumidor.

Para isso, sugerimos o desenvolvimento de uma persona. A qual é uma personagem fictícia que exponha os seus clientes, de forma a representar o consumidor ideal de uma empresa.

A persona é composta por inúmeras características, sendo algumas delas:

  • Idade
  • escolaridade
  • Localização
  • Classe econômica
  • Dores
  • Necessidades
  • Objeções a sua empresa
  • Marcas que admira
  • canais de comunicação que mais usa

Entre muitos outros. Porém, vamos dar destaque às dores e necessidades aqui!

Uma vez que você sabe o que seu cliente precisa e deseja, é hora de organizar isso internamente. Desse modo, selecione palavras chave que correspondam a essas dores e necessidades.

Com as palavras em mãos, pense em formas de utilizá-las dentro do seu site. Possibilidades muito úteis são estratégias de SEO e de Marketing de conteúdo.

Dessa forma, você conseguirá se fazer presente no momento de escolha do seu cliente e iniciará ele na sua jornada!

Mapeie os pontos de contato

Assim, o passo seguinte para mapear a sua jornada é encontrar os pontos de contato, também conhecidos como touchpoints.

Eles nada mais são do que toda e qualquer interação que venha a acontecer entre um cliente e a marca. Desde de um clique no leia mais até o cadastro de um cartão, todas as interações precisam ser encontradas nesse momento.

Mas não se assuste, achar seus touchpoints é mais simples do que se pode imaginar. Para isso, basta seguir diferentes caminhos e realizar diferentes ações dentro da sua empresa. Anote cada uma dessas interações e, no fim, vai ter seu mapeamento dos pontos de contato completo.

Por fim, basta atribuir métricas para os pontos principais. Baseie elas em seus objetivos como empresa e encontre os touchpoints que precisam de mais atenção.

Crie uma hipótese

Na sequência, é hora de desenvolver uma hipótese. Isso significa que, durante sua jornada até aqui, você deve ter pensando em melhorias para a sua empresa, e encontrado brechas no seu mapeamento que precisam ser solucionados, certo?

Essa é a hora de encontrar as tais soluções e organizar sua nova jornada do cliente.

Entretanto, devemos lembrar que a jornada só pode ser vista como aprovada se seus clientes te disserem isso. Assim, precisamos primeiro criar uma hipótese e validá-la com alguns consumidores.

para saber se sua nova jornada está boa, peça para que alguns compradores a experimentem e os entreviste para saber o que acharam.

Implemente a Jornada

Uma vez que sua proposta foi aprovada, basta implementar a sua nova e aprimorada jornada do cliente!

Contudo, não se esqueça de armazenar todos os dados que encontrou, bem como suas soluções e até mesmo insights que não foram usados. A jornada é muito instável, ou seja, se modifica com extrema facilidade. Assim, é preciso que seja refeita constantemente.

Ao guardar suas informações, verá que ela se tornará muito mais simples e prática de ser revisitada e reestruturada.

Conclusão

A jornada do cliente é um mecanismo inteligente para quem deseja ver sua empresa crescer. com ela, você será capaz de atrair, converter e fidelizar cada vez mais consumidores.

Dessa forma, use a jornada para conhecer sua clientela e oferecer a ela exatamente o que deseja!

Antes, apenas não esqueça de nos deixar um comentário.

personal branding

Personal Branding: como construir a sua marca pessoal?

O Personal Branding é a maneira com que você constrói e transforma sua personalidade e seus atributos pessoais em uma marca própria. Cada um dos seus pontos fortes devem ser evidenciados e trabalhados para demonstrar suas competências.

Devemos informar previamente que essa metodologia não é a mesma que o marketing pessoal, que é quando trabalhamos melhor nossa imagem para que possamos vender da melhor forma possível nossos serviços.

Abaixo, nós falaremos como você pode criar sua marca pessoal de maneira eficaz, fazendo com que suas chances para promoção e para o sucesso na sua carreira aumentem consideravelmente.

Pronto para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

As principais diferenças entre o personal branding e o marketing pessoal

No marketing pessoal o foco está na conduta e na aparência. Nessa etapa do aprimoramento das suas habilidades, o objetivo é conseguir parecer profissional e pronto para solucionar todos os problemas dos seus empregadores ou até mesmo dos seus clientes.

Quando falamos sobre personal branding, a ênfase é bem diferente: é aqui que focamos quase que puramente nas competências que você possui com relação aos outros profissionais do mercado.

Basicamente, o objetivo é se diferenciar dos outros concorrentes de forma semelhante a uma empresa já estabelecida no mercado.

Alguns exemplos de um bom personal branding são: ser o único profissional capaz de entregar resultados em prazos curtos, trabalhar excepcionalmente bem sob pressão ou ser a única pessoa capaz de realizar um tipo de serviço específico.

Quanto mais individualizadas forem suas competências, maiores são as chances de alavancar sua carreira.

A importância da marca pessoal

Ter uma marca pessoal é de profunda importância. Afinal, o mercado de trabalho a cada ano está mais competitivo e, em muitos setores, os clientes estão cada vez mais exigentes.

No atual momento em que estamos vivendo, também é interessante mencionar o poder da internet e do marketing digital, onde até mesmo uma má avaliação do seu trabalho pode colocar em cheque a sua contratação, seja para trabalhos fixos ou temporários.

Ao desenvolver uma marca pessoal séria e competente, você consegue “driblar” os problemas atuais e ainda consegue se posicionar como uma solução adequada no seu mercado.

O profissionalismo, competência e até mesmo ética são alguns dos fatores que devem ser trabalhados constantemente para evidenciar para seus contratantes que escolher seus serviços é a escolha mais acertada que eles podem fazer.

Ter uma logo, identidade visual, missão bem definida, entre uma série de outros aspectos importantes que formam uma marca empresarial também é outra forma de passar para as pessoas que seu profissionalismo está em outro patamar — e isso vale ainda mais para os profissionais liberais e autônomos.

Para conseguir criar um personal branding de grande impacto, recomendamos ajuda especializada, uma vez que esse conceito é relativamente novo, e equívocos podem ser bem difíceis de serem reparados — principalmente quando seu nome está em jogo.

Nós da PD Gestão de Imagem e Carreira fazemos todo o trabalho de gerenciamento de carreira e ajudamos você a desenvolver sua marca da forma adequada e com a visão correta para seu futuro.

Gostou do post sobre personal branding? Entre em contato conosco e converse sobre seus objetivos, estamos à disposição e prontos para ajudar!

Brand Persona

Afinal, como construir uma Brand Persona ideal para seu negócio?

Você já parou para pensar por que algumas marcas são mais queridinhas que outras? Uma pista: tem a ver com a percepção do consumidor. O processo de criação de um nome passa por muitas etapas para que o marketing seja verdadeiramente eficiente. Por isso, chegou a hora de falarmos sobre Brand Persona.

Afinal, se o seu objetivo é se destacar no mercado de trabalho, o primeiro passo é conhecer as principais ferramentas para melhorar o desempenho dos negócios, concorda?

Então, para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema, vamos apresentar o conceito de Brand Persona, a importância de criar uma e dicas incríveis para desenvolver um projeto bem-sucedido. Continue a leitura!

O que é Brand Persona?

É o conjunto de características atribuídas à marca. Ou seja, a personalidade da marca passa a existir quando adjetivos humanos (confiável, engraçado, criativo, sustentável etc) são reconhecidos pelo público interno e externo.

Imagine se a empresa do seu cliente fosse uma pessoa de carne e osso. Como ela se comportaria? Como falaria? Que tipo de carro estaria dirigindo? Se vestiria com qual estilo? Como se comunicaria com os outros?

Vamos considerar a personalidade da Apple. Se fosse humana, provavelmente ela seria uma garota nerd, inovadora, criativa e sonhadora, concorda?

Por que é importante criar a Brand Persona?

Esse recurso facilita muito a comunicação com as pessoas. Afinal, o público se identifica com a imagem que a empresa transmite. Muitas vezes, se vê nela. Dessa forma, é possível criar uma conexão mais próxima.

Para você ter ideia da importância, se a Brand Persona não for criada intencionalmente, algum tipo de personalidade surgirá de forma espontânea. Já imaginou no que isso pode resultar? Reputação é tudo. Por isso, o ideal é ser protagonista nessa construção.

A ação também é fundamental para a criação de uma mídia social leal e engajada. A consistência na personalidade de marca faz com que o público saiba o que esperar de suas postagens e ajuda a desenvolver peças regulares com conteúdo relevante.

Além de tudo, influencia na tomada de decisão, já que as negociações não são feitas apenas por necessidade, mas por questões emocionais.

O que é preciso para criar a Brand Persona ideal para o seu negócio?

São várias etapas, mas selecionamos as principais ações. Confira:

Determine o público-alvo

Não dá para atingir todas as pessoas ao mesmo tempo, não é mesmo? A base para construir a marca é determinar o público-alvo. Portanto, colete dados sobre gênero, renda, motivação, preferências e outras informações do cliente.

É um exercício que beneficia todas as áreas do processo de construção do seu nome, especialmente os esforços de marketing. Quando você restringir o foco, vai perceber um potencial enorme de vantagem competitiva. Então, capriche nesta etapa!

Defina a missão

Já pensou sobre a missão? Em essência, é preciso criar uma expressão clara do que move a sua empresa. Ou seja, a razão pela qual você levanta da cama todas as manhãs.

A nota de rodapé acrescentada na missão da Nike, por exemplo, é: “Se você tem um corpo, você é um atleta”. Simples, objetiva, fascinante. Com o tempo, as pessoas começam a perceber o verdadeiro valor da marca.

Idealize sua identidade virtual

Tudo, desde o seu logotipo até o slogan, voz, mensagem e personalidade deve refletir a missão. São elementos que comunicam a personalidade da empresa. O logotipo tem que estar estampado em materiais impressos, capa de perfil nas redes sociais e todas as peças publicitárias.

Não hesite em procurar um profissional qualificado para elaborar a identidade visual do seu negócio. Gaste o tempo que for preciso na escolha da paleta de cores, tipografia e símbolos que vão compor o seu projeto. O seu trabalho vai valer a pena.

Decida o tom de voz

Normalmente, as empresas abordam o desenvolvimento da voz da marca começando com o tom. Pense nas listas de adjetivos: amigável, útil, séria, inteligente, clara etc. Às vezes, eles definem as características por meio de palavras que divergem, como “divertido, mas não bobo” ou “útil, mas não arrogante”.

O tom é útil para direcionar as estratégias de marketing. Por exemplo, se você quer que sua marca invoque o sentimento de sinceridade, credibilidade ou amizade, então a prioridade é se concentrar nisso para enviar a mensagem certa ao cliente.

Busque referências no mercado

Não é legal imitar exatamente o que as grandes marcas estão fazendo. No entanto, é bom ficar atualizado com o que estão criando de melhor, bem como conhecer o diferencial, pontos fortes e fracos.

Por isso, faça pesquisas constantes para analisar o mercado. Os concorrentes são consistentes com mensagens e identidade visual nos canais? Qual a qualidade dos produtos ou serviços? Em quais ações de marketing estão investindo? Tente responder a esses e outros questionamentos.

Escute o que o cliente tem a dizer

Faça perguntas, peça feedback, ouça, filtre e registre tudo o que achar relevante. Quem conhece seus clientes melhor que eles mesmos? Pesquisas e entrevistas são, sem dúvidas, um elemento-chave para a construção da Brand Persona.

As entrevistas, em especial, podem revelar uma visão profunda do público, já que você tem acesso a números, indicadores, valores e pontos problemáticos que mais surgem para ele.

Conte histórias interessantes

Para ajudar a divulgar a percepção da marca, uma dica é utilizar storytelling. É uma técnica que envolve as pessoas por meio de narrativas. Contar histórias é uma estratégia incrivelmente poderosa na vida e nos negócios.

Isso deixa o público interessado, além de contribuir para a tomada de decisão na hora de vender qualquer coisa — incluindo a sua própria imagem enquanto você constrói a carreira.

O formato que mais se destaca para receber a narrativa é o vídeo marketing. Isso porque a produção audiovisual é dinâmica, além de ser assimilada facilmente e chamar mais atenção nas plataformas onde o fluxo de informações se torna cada vez mais veloz, como nas redes sociais.

Como vimos, o conceito de Brand Persona é muito parecido com a personalidade de uma pessoa, pois é construída por meio de adjetivos que a definem. Melhorar a percepção que o cliente tem de você é o primeiro passo para o sucesso.

Que tal uma ajudinha para construir e fortalecer a sua imagem? Temos as melhores ferramentas para analisar posicionamento, evidenciar talento e garantir satisfação pessoal, profissional e financeira. Entre em contato conosco agora mesmo!