Posts

lideranca-feminina-a-importancia-de-mulheres-como-lideres-na-empresa.jpeg

Liderança feminina: a importância de mulheres como líderes na empresa

Não é novidade que o mercado de trabalho vem se adaptando aos novos tempos, e situações que eram menos comuns em um passado mais distante, como a liderança feminina, passam a ser corriqueiras nos mais diversos segmentos. Diante dessa realidade, entender a importância de mulheres como líderes na empresa é fundamental.

Embora algumas áreas ainda estejam impregnadas por dogmas potencialmente machistas, o fato inexorável é que elas vêm ganhando cada vez mais espaço não apenas na área profissional, mas até mesmo nos campos acadêmicos e científicos. Confira o conteúdo a seguir e aprenda um pouco mais sobre esse fenômeno!

O crescimento da liderança feminina nas empresas

Nos mais diversos campos de atuação e em todos os âmbitos sociais, as mulheres vieram lutando para achar o seu espaço e deixar a sua marca pessoal, largando para trás preconceitos e convenções que faziam com que elas, dependendo da época, sequer tivessem acesso à educação formal e ficassem apenas em casa, cuidando dos filhos.

No entanto, a discriminação por gênero perdeu espaço e, nos dias de hoje, podemos encontrá-las em número igual ou até maior em diversas áreas e segmentos do mercado, inclusive em ramo de alta complexidade, como a medicina e a ciência. Quando avaliadas apenas por suas qualidades e habilidades, as possibilidades são infinitas.

Não demorou para isso se refletir na maior existência da liderança feminina nas empresas, nas equipes e nas organizações, complementando ou até sobrepujando a atuação de gestores e administradores do sexo masculino. E isso não ocorreu por mero acaso, mas sim porque elas têm muito a oferecer e podem fazer a diferença.

A diferença das mulheres como chefes

Com a liderança feminina nas empresas dos mais variados segmentos do mercado, as equipes, as organizações e a sociedade como um todo podem se beneficiar imensamente. Além disso, líderes de ambos sexos conseguem se complementar, mas algumas características das mulheres podem ser altamente vantajosas.

Confira a seguir de quais maneiras elas fazem a diferença.

Mulheres lidam melhor com as adversidades

Você já deve ter percebido ou, pelo menos, ter ouvido falar que as mulheres são muito mais resilientes do que os homens e têm uma maior aptidão para lidar com as adversidades da rotina diária. No entanto, essas são qualidades que podem ajudar bastante no mundo corporativo e são bastante valorizadas no mercado atual.

Para quem passou tanta discriminação ao longo do tempo, é simples inferir que a liderança feminina saberá, na maioria das vezes, contornar melhor as dificuldades, tendo até mesmo mais paciência e perseverança do que boa parte dos homens. E em um país no qual a economia oscila tanto quanto o Brasil, isso é imprescindível.

Mulheres são excelentes em motivar pessoas

Não é novidade para ninguém que boa parte das mulheres são hábeis em motivar os outros e, até mesmo por isso, muitos comentários de cunho machista faziam (e ainda fazem) parte da sociedade, ressaltando o seu elevado poder de argumentação e de convencimento, inclusive para fazer com que seus desejos sejam atendidos.

No entanto, é fato que a liderança feminina é generosa em inspirar e estimular os demais colaboradores e clientes, uma vez que elas são naturalmente motivadoras. Além de boa ouvinte, em linhas gerais, uma mulher tende a lidar melhor com as emoções e acolher as pessoas que estejam passando por dificuldades ou problemas.

Mulheres têm maior inteligência emocional

Embora isso não possa ser considerado como um fato absoluto, as mulheres tendem, na maioria das vezes, a apresentar uma inteligência emocional mais aprimorada do que a dos homens. As causas para isso são discutíveis, mas as explicações podem ir desde a criação mais afetiva, chegando até a motivos orgânicos.

Enquanto seres humanos do gênero masculino produzem altas quantidades de testosterona, um hormônio ligado à agressividade e à aspereza, nas fêmeas predominam o estrogênio e a progesterona, que estão ligados a um comportamento mais equilibrado, empático, amoroso e até mesmo maternal.

Mulheres são boas em colaborar com pessoas

Outro aspecto muito vantajoso da psique feminina é que, usualmente, elas são muito boas em colaborar com outras pessoas, o que é fundamental para o bom funcionamento dos mais variados tipos de organização e empresas. É um instinto natural das mulheres unir indivíduos e formar times coesos e eficientes.

Elas também costumam ter a capacidade de exercer diversos papéis simultaneamente no dia a dia, enquanto os homens têm mais dificuldades em ser multitarefa. Até pelo instinto maternal, boa intuição e elevada percepção, mulheres podem ser ótimas líderes, contribuindo para o desenvolvimento dos colaboradores.

Mulheres tendem a ser mais éticas do que homens

De forma geral, quando comparada com a masculina, a liderança feminina costuma estimular mais os comportamentos éticos e a honestidade entre os seus colaboradores. As mulheres são, normalmente, mais transparentes e abertas à prestação de contas do que homens, que apresentam comportamento mais orgulhoso e intempestivo.

Elas também têm foco no próprio desenvolvimento, sendo aprendizes vorazes e interessadas em encontrar formas de aprimorar os seus pontos fortes pessoais e profissionais. Também possuem maior autoconsciência, são sociáveis, expressivas e próximas, tanto com os objetivos da organização como em projetos particulares.

A liderança feminina e o coaching

Depois de conferir todo esse conteúdo, você deve ter percebido que as mulheres podem não apenas se beneficiar muito das técnicas de coaching, como também podem ser coachs altamente eficientes. Com mais qualificação e a incorporação dos conhecimentos dessa ferramenta, elas podem ser imbatíveis.

A metodologia do coaching deve ser considerada nas empresas e organizações que prezam por mais eficiência, uma vez que a liderança feminina vem ganhando espaço. Dessa forma, essas profissionais podem potencializar ainda mais seus resultados e fortalecer a sua comunicação, majorando o desempenho do seu grupo de liderados.

Como você pode conferir no conteúdo acima, a liderança feminina não apenas é uma realidade no universo corporativo do Brasil e do mundo, como também é uma tendência que deve continuar ganhando espaço nos próximos anos. Sendo assim, quem apostar no diferencial das mulheres, tende a ser mais competitivo em qualquer segmento.

Gostou de aprender mais sobre a liderança feminina? Então compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

afinal-o-que-e-ser-um-bom-lider.jpeg

Afinal, o que é ser um bom líder?

Muito se fala sobre a influência de uma boa liderança no sucesso de uma organização. Mas o que é ser um bom líder? Afinal, não é a nomenclatura que o define e, sim, os comportamentos e ações.

Lembre-se de que o líder não só consegue manter uma equipe motivada, como também é responsável por maximizar os resultados da empresa. Não à toa, profissionais que sabem exercer a liderança são disputados no mercado.

Ficou interessado no assunto e quer saber como trabalhar melhor a questão da liderança, fator que vai torná-lo um profissional ainda mais qualificado? Confira o post a seguir, que apresenta não só as características de um líder nato, mas também como desenvolvê-las. Boa leitura!

Qual o comportamento de um líder nato?

Um verdadeiro líder não obriga ninguém a acompanhá-lo. Ele desperta admiração nas pessoas de forma que elas querem o seguir por vontade própria. Ele é aquele profissional que tece elogios para os colaboradores em público e deixa para abordar as críticas, mesmo que construtivas, em momentos particulares.

Ele sabe que empatia é a palavra-chave para conquistar a equipe. Por isso, não se impõe como um chefe — até porque o seu intuito é conquistar a confiança do time. Nesse sentido, ele se comporta muito mais como um orientador/auxiliador. Ao atuar assim, o líder é capaz de desenvolver o potencial máximo da equipe, levando em consideração as particularidades de cada um.

Quais as principais atitudes e características do líder?

Capacidade de delegar

Em vez de acumular tarefas, ficando sobrecarregado, o líder delega funções. Afinal, ele tem plena segurança na equipe. Além do mais, sabe que essa ação é importante para o desenvolvimento de um time mais organizado e eficiente.

Mente visionária

Pensar fora da caixa: essa é uma das principais ações dos líderes. O motivo? Somente assim, é possível prever alguns cenários e detectar problemas reais. Em outras palavras, o líder tem pensamento estratégico e analítico, buscando soluções práticas e efetivas.

Desejo de vitória

Sabe aquele profissional que almeja o sucesso dos outros assim como o de si próprio? Assim é o líder. Ele quer que os seus colaboradores vençam. Por isso, estuda a organização como um todo e contribui para que cada um realize com excelência o seu trabalho, resultando em melhorias significativas para a empresa.

Como desenvolver as habilidades de um líder?

Aprenda a escutar

Temos dois ouvidos e uma boca, certo? É sábio, então, utilizá-los na devida proporção. Isso significa que você deve aprender a falar menos e a escutar mais. Lembre-se de que é possível aprender lições valiosas das pessoas que o rodeiam.

Seja humilde

Errar é humano e não precisa ter vergonha em assumir isso. Inclusive, as falhas podem ser fonte de aprendizado, contribuindo para o seu crescimento pessoal e profissional. Por isso, seja humilde e saiba reconhecer os seus equívocos.

Invista no conhecimento

Ninguém já nasce sabendo de tudo, não é mesmo? Nesse sentido, vale a pena buscar por cursos que visam a aprimorar a sua liderança. Serviços de coaching e consultorias, nesse contexto, são verdadeiros aliados.

Fato é que não existe uma fórmula mágica capaz de torná-lo um líder da noite para o dia. Mas, ao levar em consideração essas informações, existem mais chances de você se tornar um profissional qualificado e, claro, exercer mais liderança.

Agora que já sabe o que é ser um bom líder, que tal assinar a nossa newsletter? Assim, você terá acesso a dicas e conteúdos exclusivos, que vão impulsionar sua carreira.