sindrome-de-burnout-da-animacao-ao-esgotamento-profissional.jpeg

Síndrome de Burnout: da animação ao esgotamento profissional

O mundo moderno trouxe muitas oportunidades de carreiras, mas, consequentemente, muitos problemas de saúde. Isso porque a correria do dia a dia e o estresse têm causado distúrbios que levam muitas pessoas a terem uma péssima qualidade de vida, e a Síndrome de Burnout é uma das doenças que têm atingido muitos profissionais.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, abaixo, explicaremos do que se trata essa síndrome e quais trabalhadores são os mais afetados. Acompanhe!

O que é Síndrome de Burnout?

Trata-se de um esgotamento que afeta tanto o lado físico quanto o psicológico da pessoa, causando um desgaste profissional.

O termo foi criado pelo psicólogo norte-americano Herbert Freudenberger para descrever os efeitos do estresse excessivo causado por algumas profissões relacionadas com a saúde, como medicina, enfermagem, psiquiatria etc.

Atualmente, a síndrome deixou de ser usada apenas para essas áreas, mas passou a ser ligada aos demais trabalhadores, incluindo as donas de casa. Ou seja, qualquer pessoa que se encontre sob forte exaustão pode desenvolver o problema.

Quais são os sintomas dessa síndrome?

As pessoas que são afetadas por essa doença sentem cansaço e fadiga constantes. Além disso, outros sintomas podem surgir, tais como:

  • perturbação do sono, tendo insônia ou sono excessivo;
  • dores de cabeça e musculares;
  • alterações fortes de humor;
  • falhas de memória e dificuldade em se manter concentrado;
  • irritabilidade, podendo chegar à agressividade;
  • baixa autoestima e até depressão.

Devido aos sinais, é sempre importante procurar ajuda de um médico para tratar o problema antes que ele possa se agravar.

Quais profissionais são os mais afetados?

A Síndrome de Burnout pode atingir qualquer profissão, especialmente quando o trabalho exige grande esforço e dedicação, fazendo com que o trabalhador tenha uma autocrítica negativa e passe horas do seu dia voltado para seu serviço.

Qualquer pessoa que preste um serviço sob pressão, ou que esteja envolvida diretamente com a vida de outros indivíduos, como profissionais da saúde, militares e bombeiros, tende a desenvolver a doença com mais facilidade.

Como tratar e controlar esse problema?

O tratamento é à base de antidepressivos e psicoterapia. No entanto, para isso, é necessário passar por uma consulta e verificar as recomendações indicadas. Para completar, é fundamental que a pessoa reveja sua rotina, dando preferência para a sua saúde e qualidade de vida.

Nada adianta ter completa dedicação ao trabalho se isso causar problemas graves às suas condições físicas e emocionais. A melhor dica é criar uma rotina favorável, incluindo uma boa dieta, exercícios físicos e momentos de lazer.

Para contornar a situação e controlar o problema, é essencial que você se desconecte do trabalho sempre que for para casa. Além disso, faça pausas durante o serviço, procurando fazer algo que tire seu foco e relaxe sua cabeça.

Você deve gerenciar o seu tempo para que possa cumprir com suas obrigações, sem causar danos à saúde. A carreira é importante, mas levar uma vida mais saudável fará com que você siga um caminho mais promissor, aprendendo a ter mais desenvolvimento pessoal.

A Síndrome de Burnout é uma doença que pode ser evitada quando a pessoa começa a desacelerar, controlando suas atividades profissionais e suas tarefas de maneira que nada prejudique outras áreas da vida.

Quer receber mais dicas como essas e ter uma carreira favorável que traga harmonia e felicidade? Assine nossa newsletter e acompanhe mais informações! Até mais!

como-verificar-se-sua-marca-pessoal-agrega-valor.jpeg

Como verificar se sua marca pessoal agrega valor

Cuidar da sua estratégia de personal branding é extremamente importante, seja qual for a sua área de atuação. Mas, mais do que trabalhar forte na sua marca pessoal, você precisa saber como avaliar se ela está agregando valor à sua imagem, ou se os esforços precisam ser reavaliados. É sobre esse assunto que trataremos neste post!

É a sua marca pessoal que distingue você no mercado! É por meio dela que você passa a ser requisitado e lembrado. Além do mais, esse é um investimento que traz repercussões em clientela, faturamento e divulgação. Mas é preciso acompanhar os efeitos que sua estratégia de personal branding vem apresentando.

Pensando nisso, preparamos este post para mostrar a importância de ter uma marca pessoal forte e como você pode verificar se ela está agregando valor, de fato. Continue lendo para saber mais a respeito do assunto!

Invista em um plano de desenvolvimento da sua marca pessoal

Esse assunto é recorrente aqui no blog. No mundo competitivo em que vivemos, de mercados complexos e demandas diversificadas, manter uma boa imagem pessoal, alinhada com os parâmetros da sua área, é vital! Afinal, como você vai se diferenciar no meio da multidão?

É por isso que vale muito a pena desenvolver uma estratégia de personal branding — expressão em inglês que designa o trabalho de marca pessoal — e, é claro, colocá-la em prática. Hoje em dia, há muitas ferramentas ao dispor de quem precisa se tornar notável.

Formação profissional e pessoal, cursos de aperfeiçoamento e de atualização, entre outros, são fundamentais, mas estão ao alcance de todos, não é mesmo? Aquelas características, ou conjunto de traços de personalidade que são seus (e de mais ninguém), vão ter importância nesse processo de construção da sua estratégia de personal branding.

Uma vez feito o planejamento e sejam executadas as ações, como saber se o investimento está dando certo? É sobre isso que vamos falar, a seguir! Confira!

Descubra se o seu plano está dando certo

Como você vai saber se a sua marca pessoal está agregando valor à sua trajetória e ao mercado no qual está inserido? Esse é um processo de avaliação e observação, que você, juntamente à sua equipe de branding (caso a tenha), deverá fazer.

Notou que seus convites aumentaram? Seu nome é citado espontaneamente com mais frequência nas redes sociais? Aquela parceria tão sonhada finalmente se concretizou? Chamaram você para ministrar aulas ou palestras? Seu telefone não para de tocar?

São esses resultados que mostrarão se o caminho que você está trilhando é positivo, ou se precisa ser reavaliado. Portanto, é preciso ficar de olho nas repercussões de tudo o que você faz dentro do planejamento de marca pessoal. Somente assim você poderá investir naquilo que funciona mais, ou modificar o que não anda trazendo tanto retorno assim.

E para isso, nada melhor do que contar com uma equipe profissional, que entende os movimentos do mercado e conhece as principais estratégias para tornar qualquer pessoa uma verdadeira referência em sua área. Se interessou? Então, entre em contato agora mesmo e descubra como podemos ajudar nesse processo! Será um prazer atender você!