planejamento-de-carreira-o-que-e-por-que-e-importante-e-mais.jpeg

Planejamento de carreira: o que é, por que é importante e mais!

O mercado de trabalho anda extremamente disputado nos dias de hoje e, por conta disso, ocupar os melhores cargos e posições exige uma administração bastante estratégica da vida profissional. Diante dessa realidade, compreender o que é o planejamento de carreira e por que isso é importante pode ser fundamental.

O fato é que, se em outros tempos bastava se preparar com uma boa graduação e alguns cursos de aprimoramento, atualmente isso já não é mais suficiente. Quem se limita, portanto, estará fadado ao fracasso. Quer evitar que isso aconteça com você? Então não deixe de conferir o conteúdo a seguir.

Afinal, o que é o planejamento de carreira?

O planejamento de carreira é uma estratégia muito útil, na qual uma pessoa pode estipular o caminho que ela pretende percorrer dentro da organização em que trabalha ou na sua vida profissional como um todo. Para isso, ela precisa determinar as competências necessárias para crescer e também quais as expectativas da organização em relação à sua posição.

Em outras palavras, trata-se da elaboração de um plano, de colocar no papel qual é a sua visão de futuro e onde você deseja estar dentro de um, cinco ou dez anos. Essa era uma ação comum entre os gestores, como uma maneira de motivar os colaboradores, mas o ideal é que seja projetada por você, afinal, você deve ser o principal responsável pelo seu sucesso!

Quais são os pilares de um planejamento de carreira?

Um planejamento de carreira pode ser feito de diversas maneiras diferentes, mas ele costuma ter alguns pontos em comum. Em linhas gerais, podemos definir alguns pilares dessa estratégia. É muito importante, por exemplo, que tudo comece com a promoção ou a recuperação da motivação pessoal e da autoestima.

Uma vez que você esteja estimulado para esse desafio, chega a hora de definir os seus objetivos, sejam eles dentro da própria empresa, sejam em uma transição de carreira. Depois, é hora de fundamentar a sua visão de futuro e de definir as ações e os recursos dos quais você precisa para aumentar as suas chances de sucesso.

Qual a importância do planejamento de carreira?

Um bom planejamento de carreira permite que você assuma proativamente o controle da sua vida profissional, e isso é extremamente importante em um mercado tão competitivo como o dos dias de hoje. Dessa forma você consegue, por exemplo, atingir com muito mais facilidade os seus objetivos profissionais e pessoais.

Outro benefício desse tipo de plano é que ele possibilita, com muito mais clareza, que você conheça seus pontos fortes, reforce as suas falhas e observe em que lugar você quer chegar e como percorrerá essa trajetória. Com isso, você ganhará as condições necessárias para identificar distorções, realinhar metas e corrigir a sua rota.

Quem pode fazer o planejamento de carreira?

O mais interessante disso tudo é que não importa se você é um profissional em início de carreira ou um líder de uma grande multinacional: qualquer um pode se beneficiar de um bom planejamento! Essa estratégia ajuda a perceber melhor a sua própria realidade e pode ajudá-lo de diversas maneiras, trazendo subsídios para suas decisões.

Quais são as dicas para um bom planejamento de carreira?

Agora que você já entendeu bem melhor o conceito de planejamento de carreira e observou que qualquer profissional pode se beneficiar dessa estratégia, chegou a hora de conhecer algumas dicas simples e práticas de como utilizar esse tipo de plano para a sua vida corporativa. Confira a seguir algumas sugestões para fazer isso.

Faça uma boa autoanálise

O primeiro passo para fazer um planejamento de carreira é fazer uma autoanálise, afinal, esse tipo de estratégia precisa estar em alinhamento com as suas demandas, expectativas, anseios e necessidades pessoais. Verifique, por exemplo, quais são as suas melhores potencialidades, os seus pontos fracos e onde você deseja estar em curto, médio e longo prazo.

Assim, você pode investir em ações efetivas. Se você precisa aprimorar algumas qualidades técnicas, fazer cursos de aprimoramento na sua área é uma atitude fundamental. Caso você esteja pensando em mudar de carreira ou deseje ter mais inteligência emocional, a ajuda de um bom coach pode ser de grande valia.

Estabeleça as suas metas

Agora que você já fez a sua autoanálise e compreendeu melhor os seus anseios, é o momento de estabelecer novas metas. Caso você queira continuar na sua empresa, por exemplo, e tem interesse em crescer profissionalmente e atingir o ambicioso objetivo de se tornar um diretor, é preciso adquirir a experiência necessária para esse cargo.

Não adianta colocar no papel que você espera que isso ocorra em poucos meses, pois esse não seria um objetivo realista. A saída é dar o primeiro passo traçando alvos reais: em qual cargo você quer estar em cinco anos? Quais habilidades você precisa dominar para isso? Quais oportunidades a organização oferece? E assim por diante.

Invista na ampliação de network

Por fim, ainda que o planejamento de carreira seja uma estratégia pessoal e individualizada, contar com a ajuda e o auxílio de outros profissionais pode ser fundamental para o seu sucesso. Diante dessa realidade, uma ação muito importante, independentemente do segmento no qual você atua, é investir na ampliação do seu network.

Isso significa que você precisa ter uma boa relação não apenas com seus gestores e chefes, mas também com os outros colaboradores e até mesmo com os clientes. Dessa forma, você sempre ficará sabendo quando houver um bom cargo disponível e também terá o nome lembrado pelos outros no caso de uma indicação ou uma oportunidade.

Como você pôde ver, fazer um bom planejamento de carreira é uma estratégia extremamente importante para quem deseja crescer profissionalmente e tem a intenção de se destacar em um mercado tão competitivo. Caso você não se sinta preparado para fazer isso sozinho, a ajuda de um bom coaching pode ser bastante proveitosa e eficiente.

Gostou de aprender um pouco mais sobre o planejamento de carreira? Quer contar com ajuda especializada para fazer isso do jeito certo? Então não perca mais tempo e entre em contato com a nossa empresa!

profissional-liberal-voce-sabe-se-diferenciar-na-sua-carreira.jpeg

Profissional liberal, você sabe se diferenciar na sua carreira?

Diante de tanta concorrência, uma questão que sobressai para o profissional liberal é: como conseguir a diferenciação? Em outras palavras, de que forma se destacar e trilhar uma carreira de sucesso? Afinal, ninguém quer ser apenas mais um entre tantos outros, certo? Pelo contrário: o intuito é chegar ao topo, apresentando um serviço exclusivo.

Para ajudar você nessa missão, preparamos um conteúdo especial abordando algumas ações simples e efetivas, mas essenciais para os profissionais liberais que buscam se diferenciar na carreira. Gostou da premissa? Então continue a leitura!

Amplie a visão

Profissionais de sucesso têm uma visão mais ampla do mundo. Eles saem da zona de conforto e se colocam em situações desafiadoras, despertando habilidades especiais. Assim conseguem, inclusive, prever cenários e a partir de então criar soluções que o cliente nem mesmo conhecia.

Não para por aí. Eles encaram as adversidades como fonte de aprendizagem, fator que os prepara para lidar com qualquer situação — desde as simples até as mais complexas. Por isso, comece a pensar fora da caixinha: largue o senso comum de lado e procure expandir seus horizontes.

Invista em capacitação

Já alertava a sabedoria popular: conhecimento nunca é demais. Essa premissa é totalmente verdadeira, sobretudo para os profissionais liberais — até porque você não quer correr o risco de ficar ultrapassado. Lembre-se de que, em questão de meses, o que havia de mais moderno pode virar obsoleto.

Não à toa, é primordial ficar ligado em relação às novidades do mercado. Inscreva-se em palestras, workshop, cursos e demais eventos relacionados ao seu segmento, atualizando constantemente os saberes. Assim, você passa a estar apto a oferecer atendimento e serviços de excelência, destacando-se da concorrência.

Reconheça pontos fortes e fracos

Existem aqueles que têm dificuldade com a comunicação, uma vez que não conseguem exprimir bem suas ideias. Já outros sofrem com planejamentos. Isso sem falar dos profissionais que dominam muito bem esses dois aspectos mas pecam quando o assunto é marketing pessoal.

Fica evidente, nesse contexto, que cada profissional apresenta pontos fracos e fortes. Cabe a você, então, verificar quais são suas fraquezas e criar métodos efetivos para eliminá-las ou, pelo menos, reduzi-las. Não se esqueça de que um profissional diferenciado mantem o equilíbrio e a harmonia entre todas as características.

Estabeleça metas

Onde você quer estar daqui a cinco, dez ou 15 anos? Se vê trabalhando em um cargo de destaque para uma multinacional ou gerindo um negócio próprio que é referência nacional?

Claro que não há certo ou errado entre essas duas opções. O que não se deve é ingressar na chamada zona de conforto. O ideal consiste em definir metas a curto, médio e longo prazo, criando um plano de ação que possibilite alcançar os objetivos traçados. Afinal, nada cai do céu, certo?

Fato é que, para se diferenciar na carreira, o profissional liberal precisa ter organização e dedicação ao propósito — os resultados estão diretamente ligados ao desempenho. Isso significa que você é o principal responsável pelo seu sucesso ou fracasso.

Agora que já sabe como conquistar a diferenciação no mercado, siga a gente nas redes sociais: estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn!

saiba-como-definir-metas-profissionais-e-conquiste-o-seu-sucesso.jpeg

Saiba como definir metas profissionais e conquiste o seu sucesso

Ter êxito no mercado de trabalho é sempre um desafio, especialmente em tempos nos quais a competitividade é uma característica marcante da maioria dos profissionais, como vem acontecendo nos dias de hoje. Diante dessa realidade, saber como definir metas profissionais e conquistar o seu sucesso é muito importante.

O fato é que, apesar de contar com boa vontade e algumas ações específicas, muita gente não tem as estratégias corretas para se diferenciar no seu segmento e, dessa maneira, despertar o interesse de recrutadores e gestores. Confira o conteúdo a seguir e descubra como fazer isso.

Concentre-se naquilo que você pode controlar

O primeiro passo para definir metas profissionais e conquistar o seu sucesso é concentrar-se naquilo que você pode controlar. Afinal, pouco adiantar gastar tempo e energia tentando mudar coisas que estão fora do seu alcance. Nesse contexto, você só poderá elaborar e aceitar metas que sejam factíveis e atingíveis.

Aceite que muitos pontos dependerão de outras pessoas e aprenda a trabalhar com elas para que o objetivo final possa ser alcançado. Se você trabalha no marketing e percebe uma falha nas finanças, por exemplo, o melhor é ter uma boa comunicação com o departamento de contabilidade e confiar neles para que resolvam esse problema.

Pense na sua carreira em longo prazo

Naturalmente, quando começamos a trabalhar em uma empresa, nossa meta principal é crescer, não é verdade? Afinal, por mais tranquila e paciente que seja uma pessoa, dificilmente ela desejará trabalhar no mesmo cargo e na mesma função por muito tempo, visto que o desejo de evolução profissional é perfeitamente natural.

É por isso que precisamos pensar na nossa carreira em longo prazo, impondo metas estratégicas para nós mesmos e delimitando um prazo para que cada coisa aconteça. Esse é o conceito básico do planejamento de carreira, que é uma estratégia que ajuda nossa vida corporativa a fluir de forma mais harmoniosa e com mais sucesso.

Ao traçar esse plano, você deve determinar de forma clara até onde quer chegar dentro da organização na qual trabalha, estipulando qual cargo você quer ter e em quantos anos, por exemplo. Com isso, você também pode reservar horários para se preparar para as posições que almeja, fazendo cursos ou contando com o auxílio de um coach.

Vá além das tarefas consideradas imediatas

Fazer apenas as tarefas imediatas é uma forma de economizar tempo em curto prazo, mas o fato é que essa estratégia não é inteligente com o passar do tempo. Além de ser uma forma de trabalhar que não permitirá grandes folgas no futuro, quem só faz o básico não é considerado proativo e perde pontos com os gestores ou o líder de equipe.

Por isso, organize-se para ir além e entregar mais do que a empresa espera de você. Quem consegue produzir mais em menos tempo, mesmo diante de uma rotina complexa, tende a ocupar melhores cargos e receber maiores salários. Ajuste seu foco para as prioridades, estabeleça metas e diminua o seu próprio desperdício de energia.

Como você pôde ver, definir metas profissionais e conquistar o seu sucesso é uma tarefa muito mais simples, se você for proativo e tomar as rédeas da sua carreira!

E agora, pronto para definir metas profissionais e conquistar o seu sucesso? Gostou do conteúdo? Então, faça o download do nosso e-book sobre como descobrir seu potencial competitivo!

270707-estender-500-entenda-as-diferencas-entre-personal-branding-e-marketing-pessoal

Entenda as diferenças entre personal branding e marketing pessoal

O gerenciamento de carreira é essencial para os profissionais que almejam se tornar referência no mercado em que atuam. Nesse contexto, entender as diferenças entre branding pessoal e marketing pessoal é imprescindível para adotar as estratégias certas para impulsionar a sua imagem, características e vida profissional.

Cuidar da sua imagem e a forma como você desenvolve as suas potencialidades ajuda a construir uma boa reputação — fator indispensável para conquistar a preferência e fidelidade do seu público-alvo.

Para tanto, é necessário conhecer as ferramentas disponíveis e que ajudam nesse processo. Quer saber como? Confira, abaixo, quais são as diferenças entre branding pessoal e marketing pessoal, e como aplicar esses conceitos de maneira assertiva e equilibrada!

O que é branding pessoal?

O termo branding pessoal, também conhecido como gestão da marca pessoal, tem a ver com a sua autenticidade, ou seja, tudo aquilo que você tem de único e mais pessoal e a maneira como você extrai e dispõe o seu melhor a partir disso.

Um  exemplo atual de branding pessoal de sucesso é a cantora brasileira Anitta, que contrariou aqueles que acharam que ela faria sucesso apenas com uma música de funk, quando, na verdade, ela se estabeleceu no mercado nacional e segue desbravando o cenário internacional nos mais diversos ritmos musicais.

Para isso, a cantora passou por um processo de autoconhecimento e definiu a que veio, demonstrando autenticidade tanto em cima do palco quanto nas redes sociais e conferências das quais participa.

A artista acrescenta valor à sua marca pessoal ao se comunicar de maneira clara por mensagens e músicas, além de ter autoridade e educação no seu mercado de trabalho, visto que reconhece os preconceitos voltados para o gênero do funk e busca neutralizá-los com ações  que influenciem positivamente os demais cantores do ramo e os preconceituosos, a fim de abrir caminhos para sua própria atuação e marca.

O que é marketing pessoal?

Marketing pessoal são as ações e estratégias guiadas por um planejamento que o ajudarão a se colocar no mercado de uma maneira mais eficaz e exitosa a fim de atingir um determinado objetivo.

A diferença para o branding pessoal é que essas ações independem de suas características pessoais e podem ser planejadas mais pelo interesse do público do que à potência de sua marca pessoal — se pensarmos novamente nos artistas veremos que muito deles são direcionados mais por interesses comerciais do que originalidade, por exemplo.

Pelo fato do marketing pessoal não depender de questões subjetivas, esse conceito ainda é confundido com publicidade barata e propaganda arrogante de feitos pessoais, o que não representa o que estamos explicando aqui.

O marketing pessoal funciona melhor quando é alinhado com o branding pessoal e no próximo tópico você entenderá como funciona a junção de ambos os conceitos.

Como se beneficiar de ambas as formas?

Você já deve ter percebido que ambos os conceitos não estão muito distantes um do outro e que, na verdade, juntos, podem se ajudar e alavancar o melhor de cada um.

Conforme dissemos ao final do primeiro tópico, o marketing pessoal pode ser a trilha ou o alicerce pelo qual a marca pessoal é “domada” ou “potencializada”. Conhecendo sua própria forma de atuação e como tirar o melhor proveito disso você pode:

  • encontrar a maneira mais eficiente de comunicar quem você é e o que faz;
  • melhorar seu poder pessoal, construindo conexões mais assertivas com as pessoas gerando novas oportunidades;
  • liderando a si mesmo será capaz de liderar outros melhorando seu desempenho profissional de uma forma geral.

Existem ainda os profissionais especializados em gestão de imagem e carreira que podem te ajudar amplamente nesse processo. Se você sente que pode trabalhar melhor seu branding pessoal e seu marketing não deixe de cogitar essa possibilidade.

Como melhorar o seu branding pessoal?

O desenvolvimento do seu branding requer o uso de estratégias para que você crie valor diante do seu público, confira algumas delas a seguir.

Entenda o seu nicho e público

Não basta ser apaixonado por aquilo que você faz, para se conectar com as pessoas é imprescindível entender bem o seu nicho e público. Portanto, pesquise sobre o mercado de atuação e  quem é o público-alvo, o que lhe permite ajustar as suas competências de acordo com as necessidades percebidas na área.

A partir dessas respostas, você saberá exatamente com quem está falando e, logo que tipo de mensagem deve transmitir a essas pessoas.

Compreenda o seu meio de comunicação

Tão importante quanto a mensagem a ser levada ao seu público é a forma como ela será transmitida. É preciso que você olhe para as suas habilidades e competências e identifique em qual meio de comunicação pode se dar melhor.

Se você costuma escrever bem, a sua principal ferramenta de expressão é a escrita. Mas, se sente à vontade diante das câmeras, use vídeos. Enquanto quem é tímido pode apostar em podcasts, por exemplo.

Use conteúdo em vídeo ao seu favor

YouTube é considerado a segunda ferramenta de pesquisas mais popular do mundo, ficando atrás apenas do Google. A plataforma reúne bilhões de usuários que assistem a incontáveis horas de vídeos diariamente.

Inclusive, a tendência é que o consumo de conteúdos em vídeo seja maior do que os outros formatos nos próximos anos, o que se dá devido ao aumento do uso de aparelhos mobile e da rotina corrida entre as pessoas, que preferências os vídeos por ter um formato mais prático de acessar.

Sendo assim, se você ainda não está presente no YouTube, comece a criar o seu canal agora mesmo, personalizando-o de acordo com a sua identidade. Tenham em mente que o público deve reconhecer a sua marca a partir no design do espaço e no próprio conteúdo.

Pensando nisso, elabore um planejamento visual e produza conteúdos relevantes, que estejam em harmonia com o propósito e valor da sua marca pessoal.

Esteja presente nas redes sociais

Na configuração da sociedade atual, as redes sociais estão entre os canais mais importantes para divulgar o seu branding. Essas plataformas oferecem diversas oportunidades de captação de clientes, além de permitir que você construa um relacionamento próximo e duradouro com o público.

A sua entrada nas redes sociais sob uma perspectiva profissional também necessita de um planejamento. É possível criar páginas que reforcem a sua identidade visual e conceitual, e fazer post escritos e em vídeo que estimulem o engajamento dos seus seguidores. Isso não significa utilizar esses canais para fazer propagando do seu serviço o tempo todo, mas sim transmitir os seus valores, de modo que os seguidores os reconhecem e se interessem pelo produto final.

Com esse conjunto de estratégias, você pode estabelecer e reforçar o seu branding pessoal, criando uma reputação positiva perante o seu nicho de atuação e ampliando a sua rede de contatos, o que gera novas oportunidades de negócios.

Gostou desse post? Compartilhe-o nas redes sociais e mostre para os seus amigos como trabalhar o seu branding pessoal e ser bem-sucedido!