Posts

saiba-como-manter-uma-boa-imagem-do-atleta-em-negociacao.jpeg

Saiba como manter uma boa imagem do atleta em negociação

Tentativas para trocar de equipe são períodos muito delicados na carreira de um profissional do esporte. São diversos os detalhes envolvidos no processo, como negociação de valores, adaptação, contratos, entre outros. E além de tudo isso, é fundamental saber manter uma boa imagem do atleta em negociação.

Afinal de contas, o comportamento e a postura do futuro contratado seguem em observação durante as conversas e acertos. Por isso, é importante cuidar da reputação, demonstrar bom desempenho e cuidar de todos os detalhes para evitar desistências por parte do contratante.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue lendo o post e preste atenção nas dicas a seguir!

Entenda a importância da imagem do atleta

Não é porque determinado clube demonstrou interesse no jogador que tudo está resolvido. A imagem do atleta segue em análise durante o período de acertos, por isso é importante manter todas as precauções alinhadas.

Nesse contexto, evitar escândalos de mídia, manter o regime rigoroso de treinos e condicionamento físico e seguir desempenhando bem a posição no time atual são atitudes fundamentais para uma boa negociação.

Além disso, convém evitar comentários em público sobre a troca, comparações entre as equipes ou os colegas, enfim, tudo aquilo que possa ser mal interpretado nesse momento. E, em hipótese alguma, faça críticas ao time atual.

Veja algumas dicas práticas para seguir

Não se envolva em polêmicas públicas

Cair na tentação de se envolver no assunto polêmico do momento, seja relacionado ao esporte ou não, deve ser evitado no período de negociações — tendo em vista que esse tipo de exposição traz repercussões imprevisíveis.

Além do mais, opiniões sobre política, questões sociais e quaisquer tipos de assuntos delicados normalmente trazem muitas reações, tanto positivas quanto negativas para o atleta. O clube com o qual se está negociando pode não querer se vincular a algum profissional nesse contexto. Portanto, é preciso ter muita cautela.

Esteja atento ao que fala nas redes sociais

E além dos posicionamentos polêmicos nas redes sociais, também convém evitar comentários extremamente pessoais, compartilhamento de fotos de festas ou comemorações etc. para evitar qualquer tipo de burburinho. No entanto, é extremamente positivo manter-se ativo na internet, mas com preferência a conteúdos relacionados ao esporte, certo?

Evite se relacionar com pessoas que não estejam com a imagem tão boa

Ser visto na companhia de pessoas que tiveram exposição negativa recente é um assunto muito delicado. Para evitar associações, especulações e até mal-entendidos que, com certeza, vão prejudicar e desvalorizar um atleta durante a negociação, convém evitar esse tipo de embaraço.

Invista no planejamento e na gestão da sua imagem

Por fim, não se esqueça: contar com uma equipe especializada em planejamento e gerenciamento de carreiras no esporte é a melhor opção para evitar qualquer chance de erro, que pode custar oportunidades de ir mais longe na carreira.

Saiba que profissionais de personal branding voltados para o esporte podem ajudar a conduzir a sua trajetória com vistas a conseguir os melhores contratos e possibilidades. E, é claro, manter uma imagem positiva, saudável, produtiva e campeã!

A PD Imagem e Carreira conta com um serviço voltado para o esporte, está sempre por dentro das novidades do cenário e tem expertise em manter uma boa imagem do atleta em negociação. Que conhecer mais sobre a empresa? Então, entre em contato com a nossa equipe!

imagem-profissional-de-atletas-como-afeta-a-busca-de-patrocinadores.jpeg

Imagem profissional de atletas: como afeta a busca de patrocinadores?

A imagem profissional é muito importante para atletas que desejam conseguir vários patrocinadores e ter uma carreira de sucesso. Isso acontece porque as empresas querem patrocinar pessoas que vão enriquecer a sua marca, capitando e fidelizando clientes  por meio da divulgação dos patrocínios.

Dessa forma, vamos aprender neste post como a imagem profissional de atletas é importante para a busca de patrocinadores.

Marcas do profissionalismo

O profissionalismo é imprescindível para os patrocinadores, uma vez que pessoas problemáticas podem levar as empresas a terem muitos prejuízos. Por isso, veja a seguir algumas das formas que indicam esse comportamento.

Uma esportista precisa transmitir confiança para a empresa que está almejando ser patrocinada. Por exemplo, temos o caso muito conhecido do jogador Messi, que foi patrocinado pela Pepsi, mas foi flagrado almoçando com um latinha de Coca-Cola.

Esse descuido, provavelmente, poderia ter acarretado a perda desse patrocinador, ainda que a brilhante carreira do jogador tenha minimizado o problema. Por isso, é muito importante que você demonstre querer compromisso com os acordos firmados e tenha muito cuidado para não cometer nenhuma gafe e perder os patrocinadores que já tem.

É preciso compreender o que os patrocinadores buscam no atleta. Eles não querem alguém que possa denegrir a sua marca ou difamá-la. Da mesma forma, não desejam quem possa tornar a marca negativa perante as pessoas ou afastar os seus consumidores.

Para ter uma boa imagem profissional

Agora vamos ver alguns caminhos para ter uma boa imagem profissional que se conecte com os valores passados pelas marcas, o que pode aumentar as chances de um patrocínio, especialmente no esporte.

Rede sociais

O seu comportamento nas redes sociais formará o perfil que as pessoas têm de você. Esses canais de comunicação têm muita visibilidade, ainda mais com atletas. Por isso, é preciso ter bastante cautela com o que você expõe nessas redes.

Por exemplo, segundo um artigo da revista Época Negócio, o jogador de futebol Ronaldo Fenômeno tem uma conta no Twitter com mais de quatro milhões de seguidores. Isso é fruto da sua habilidade de se comunicar nessas redes, o que já rendeu contratos milionários com o patrocínio da Claro desde 2014.

Não use as redes sociais apenas para expor as suas ideais. Faça desse ambiente virtual uma forma de interagir com o seu público, pois isso é muito importante para conseguir muitos patrocinadores, já que eles usarão você para levar as pessoas a consumirem os seus produtos.

Entrevista

É comum que, na busca de patrocinadores, você precise realizar muitas entrevistas. É necessário ter comportamento condizente com uma boa imagem profissional para que as suas chances aumentem ainda mais. Sempre olhe nos olhos do seu ouvinte e tenha uma postura corporal correta.

Portanto, você aprendeu neste post como é importante a imagem profissional de atletas que buscam patrocinadores. Lembre-se de que você está sob observação a todo momento. É útil que procure a ajuda de uma empresa especialista em gestão de imagem e carreira para auxiliar.

Então, gostou do nosso texto? Agora informe-se mais lendo o nosso artigo sobre personal branding nas redes sociais.

uso-de-imagem-de-esportista-quais-os-cuidados-que-devem-ser-tomados.jpeg

Uso de imagem de esportista: quais os cuidados que devem ser tomados?

Fotografar atletas pode ser bem produtivo desde que sejam respeitadas algumas regras. Isso porque o uso de imagem de esportista implica leis e cuidados que devem ser tomados tanto pelo fotógrafo profissional quanto pelo retratado nas fotografias — seja atleta, seja técnico (personal branding).

Para que o fotógrafo possa usufruir da sua profissão, apresentamos, a seguir, algumas dicas importantes na hora de utilizar as fotos que produzir. Acompanhe!

O que é licença de uso de imagem de esportista?

Primeiramente, para que seja possível usar as imagens, é necessário obter uma licença e a autorização do fotografado. Esse tipo de contrato assegura o uso dos retratos e protege não apenas o fotógrafo, mas os direitos do esportista.

O objetivo principal é usar a lei para garantir que o trabalho possa ser feito dentro do regime imposto, garantindo o bem-estar do atleta e a proteção das imagens.

A licença é um direito personalíssimo e independente, que se torna um bem jurídico para oferecer segurança aos envolvidos. Com isso, esse documento permite que o profissional utilize as fotos sem que haja problemas futuros, como ações judiciais.

Quais cuidados devem ser tomados pelo esportista?

Os atletas precisam ter certos cuidados ao ceder o direito de imagem a um fotógrafo, pois, em alguns casos, podem ocorrer problemas na veiculação das fotos. Assim, o esportista que será fotografado deve ficar atento sobre a capacidade e o profissionalismo do profissional que vai fotografá-lo.

Além disso, é importante avaliar a qualidade e a reputação da empresa que será vinculada à imagem do atleta. É importante que ela seja uma companhia séria que não incentive ações negativas, como é o caso de organizações que incitam o uso de produtos tóxicos.

É necessário ter um contrato de direito de imagem para que as fotos possam ser publicadas. E, para que tudo corra como esperado, é importante que o atleta ou sua equipe faça uma avaliação detalhada de tudo o que é abordado no documento para garantir legitimidade.

Depois disso, quando há a divulgação da imagem, é fundamental verificar se o contrato foi cumprido para que não haja desvio no uso das fotos. Isso porque alguns fotógrafos utilizam a imagem em campanhas que não foram autorizadas pelo atleta, o que pode causar constrangimento e até problemas profissionais.

O trabalho feito entre o fotógrafo e o atleta deve ser respeitado. Por isso, o esportista deve ficar atento se as imagens não são utilizadas para difamá-lo ou em propagandas que não foram autorizadas.

Qual a diferença entre licença de uso de imagem e contrato de trabalho?

A licença de uso de imagem de um atleta é feita em contrato, que deve ser o mais detalhado possível. Nele, são definidas como as imagens podem ser associadas a uma determinada marca ou empresa. Dessa forma, tanto o fotógrafo quanto o esportista se asseguram, com base nos direitos e deveres estabelecidos no documento.

Já o contrato de trabalho é usado quando o atleta tem vínculo empregatício com uma equipe. Um jogador de futebol, por exemplo, assina um contrato de trabalho para representar um time. Assim, ele tem de cumprir obrigações trabalhistas e tem direitos regidos por lei.

A melhor forma de promover um acordo de trabalho, seja para a utilização de imagem, seja para uma contratação de trabalho, é gerenciar a vida do atleta. No entanto, isso pode não ser uma tarefa fácil.

Por isso, é essencial contratar um gestor de carreira que possa indicar o caminho que vai garantir o bem-estar do esportista. O uso de imagem de esportista pode implicar diversas regras, mas com os conselhos de um gestor, é possível fazer um trabalho de qualidade, sem que haja prejuízos.

Que tal conhecer mais dicas de como construir uma carreira no esporte? Saiba mais no e-book “Planejamento de Carreira para Esportista“.

refacao-media-training-para-atletas-4-indicios-de-que-voce-precisa-fazer.jpeg

Media training para atletas: 4 indícios de que você precisa fazer!

Além de muito treinamento, talento pessoal e determinação, o sucesso de um atleta também passa pelo media training, ou seja, o profissional precisa saber se comportar bem nas entrevistas coletivas ou no relacionamento diário com a imprensa.

Entretanto, vários atletas acabam derrapando neste quesito e, muitas vezes, prejudicam a própria imagem, além de afastarem potenciais patrocinadores. Por meio das orientações de um media training, é possível melhorar o desempenho junto à imprensa.

Neste post, vamos mostrar quatro indícios de que um atleta precisa fazer um treinamento de mídia para obter bons resultados na comunicação com a imprensa e, consequentemente, com seus admiradores ou adversários.

1. Achar que falar com a imprensa é perda de tempo

Seja por vergonha ou medo de uma exposição negativa, muitos atletas evitam falar com a imprensa. Mas isto não é um bom comportamento — afinal, quanto maior for o sucesso em sua modalidade, mais pessoas estarão interessadas em ouvir o ídolo.

O importante é saber o momento certo de dar as declarações, além de ter uma boa orientação por parte da assessoria para não se envolver em assuntos polêmicos. Como as falas refletem a imagem dos clubes, é preciso investir nos pronunciamentos dos líderes para que a credibilidade não seja afetada.

2. Querer influenciar na matéria

Um dos grandes erros de quem não tem um treinamento de mídia é a incorreta maneira de se comportar com os jornalistas. Pedir para ler a matéria antes de ser publicada, oferecer vantagens ou até mesmo dinheiro para ter o nome divulgado ou pegar o microfone do repórter na hora de responder as perguntas são falhas inadmissíveis.

O despreparo pode até mesmo render reportagens contrárias ao atleta, com um saldo extremamente negativo perante a sua imagem junto ao público.

3. Ignorar a imprensa em um momento de crise

Quando determinado assunto polêmico atinge um clube, envolvendo um ou mais atletas, é preciso esclarecer o fato seja por meio de uma coletiva de imprensa ou por meio de uma nota oficial. Se não houver um acompanhamento de um profissional de media training, o efeito pode ser ainda mais drástico.

Deixar de falar com a imprensa pode se transformar em um tiro no pé. É preciso orientar bem o atleta para que não fuja do assunto, esclarecendo todos os pontos e também sabendo ter jogo de cintura para não cair em ciladas, como opinar sobre fatos que não estejam em pauta.

4. Falar sobre o que não domina

Se um atleta entrar em uma coletiva de imprensa sem dominar o assunto que estará em pauta, na maior parte das perguntas, o efeito pode ser negativo tanto para a imagem do profissional quanto do clube que representa.

É preciso escolher bem quem vai falar e preparar a pessoa antes da coletiva. Além disso, quem tem a cabeça quente e fala sem pensar em muitos momentos necessita de um devido treinamento para não causar polêmicas diante dos jornalistas. Ou se envolver em escândalos, como aconteceu com o MC Biel!

O temperamento dos atletas é um bom indicador na hora de definir quem vai falar — depois de uma vitória ou, principalmente, de uma derrota.

Caso Riascos

Recentemente, o atacante colombiano Riascos demonstrou, após uma derrota do Cruzeiro por 2 a 0 contra o Fluminense, o que não se deve fazer. Possivelmente sem um devido treinamento de mídia, o jogador deu declarações polêmicas criticando a diretoria do clube, o que acabou influenciando em seu afastamento do time, fora outras punições.

Por isso, é importante saber o que se fala, pois palavras mal colocadas podem acabar com uma promissora carreira de atleta, independentemente do esporte ou da fama conquistada.

Uma das soluções viáveis para evitar este tipo de problema é buscar empresas que possam contribuir no desenvolvimento das carreiras e gestão de imagem, com várias estratégias voltadas ao crescimento dos esportistas.

E se você acha que o investimento deve acontecer apenas nos ambientes com a presença da imprensa está muito enganado. Veja em outro artigo que a imagem na web tem suma importância na valorização da imagem pessoal dos profissionais.