O que é o círculo dourado e como ele ajuda a definir seu propósito?

E se você lembrasse do seu propósito toda vez que a desmotivação com a vida profissional surgisse? É justamente dentro desse contexto que entra o círculo dourado, um conceito apresentado pelo palestrante TED, Simon Senek, em 2009, que incentiva as pessoas a buscarem o ‘’porquê’’, antes de qualquer coisa.

Afinal de contas, a motivação é parte fundamental da produtividade e sucesso rumo ao cumprimento de metas e objetivos — pesquisas realizadas pela Right Management mostram que colaboradores motivados podem produzir até 50% mais. Quando não temos um propósito, que é a razão por trás de todo esforço investido, é fácil se desmotivar, o que atrapalha a busca por um melhor posicionamento de carreira. 

Então, quer entender como o círculo dourado interfere nisso e pode ajudar na identificação da essência individual, que dá sentido à sua carreira? Continue conosco e descubra!

O que é o círculo dourado e como ele ajuda na carreira profissional?

Conforme mencionado, o círculo dourado foi apresentado por Simon Senek, e trata-se de uma metodologia simples, mas com grande impacto ao ajudar empresas a alcançarem o sucesso e se tornarem mais inspiradoras a partir da criação de um novo valor para o negócio, ideia, serviço ou produto oferecido. 

Quer dizer, para que uma marca tenha mais sucesso e se torne inspirada, apenas estimular os clientes a consumirem determinado objetivo não é suficiente, é preciso fazer com que eles amem aquilo. 

É o caso da Coca-Cola, que muito além de vender a ideia de refrescância com o refrigerante, tem como propósito compartilhar alegria e otimismo na vida das pessoas. Isso é sentido em suas campanhas publicitárias, por exemplo.

Levando esse exemplo para grandes lideranças, pense em Steve Jobs, que revolucionou o mundo da computação e iniciou seus projetos muito além do lucro, para tornar as pessoas mais felizes e inspiradas.

Como funciona o círculo dourado?

Para conseguir colocar o círculo dourado em prática e impulsionar sua carreira, é preciso entender a estrutura desse conceito.

O que

Neste primeiro momento deixe de lado a emoção e foque nas qualidades técnicas que são necessárias para que você realize o trabalho de forma bem-sucedida. Quer dizer, deseja empreender? Então dedique toda sua atenção para pensar e promover as melhores características no produto e/ou serviço oferecido.

Como

Esta é a etapa em que você constrói um plano de ação para que sua carreira profissional ou empresa alcance os objetivos almejados, o que inclui a formulação de estratégias e definição de valores e crenças existentes. Isso é o que destaca você dos demais.

Por quê

Trata-se do real propósito da empresa ou profissional, que move todas as ações e esforços depositados rumo ao objetivo e metas. A partir de então, as campanhas, produtos e serviços construídos terão isso como lema para atrair os consumidores.

Em outras palavras, o círculo dourado estrutura o caminho necessário para o autoconhecimento, que leva à construção do propósito tão indispensável para estimular a motivação e produtividade no trabalho.

Gostou do post e quer continuar aprendendo? Confira o nosso conteúdo sobre como descobrir o propósito de vida profissional!

O segredo para ter uma boa estratégia de comunicação

Saber expressar o que pensamos e sentimos é algo imprescindível para termos êxito em nossa vida profissional e até mesmo na seara pessoal. No entanto, sabemos que muitas pessoas enfrentam dificuldades nesse quesito e acabam não sendo compreendidas. Por isso mesmo, você precisa conhecer o segredo para ter uma boa estratégia de comunicação.

É muito interessante contar com uma ajuda especializada para isso, mas o fato é que você também deve ter uma atitude proativa, no sentido de desenvolver suas competências e habilidades, fazendo com que a boa capacidade de se comunicar seja um dos seus pontos fortes. Continue lendo e descubra como fazer isso.

O que é uma boa estratégia de comunicação?

Existem muitas maneiras de definir uma boa estratégia de comunicação, e isso depende de uma série de fatores, como o local, o público-alvo, as intenções e até a época. O que é bem compreendido por aqui nos dias de hoje, por exemplo, poderia soar ofensivo alguns anos atrás, em outro lugar. O contexto, portanto, é imprescindível. 

Na atualidade e no contexto corporativo, podemos dizer que uma boa estratégia de comunicação é uma marca pessoal de quem tem sucesso, seja um profissional ou uma grande corporação. Em nível pessoal, isso envolve a adoção de uma escuta ativa, de falar com clareza e de conhecer os diversos estilos de se comunicar. 

A boa estratégia de comunicação é, em linhas gerais, a arte de transmitir ideias, passar para frente um conceito e informações que satisfaçam o objetivo estratégico do interlocutor, seguindo uma série de táticas de organização, coerência e planejamento, que podem ser aprendidas e aperfeiçoadas com o passar do tempo.

Quais as vantagens de uma boa estratégia de comunicação?

Agora que você já sabe melhor o que é uma boa estratégia de comunicação, vamos elencar algumas das vantagens que você, como profissional, pode experimentar ao conquistar esse diferencial. Acompanhe logo abaixo.

Ter maior conexão com as pessoas

O indivíduo que tem uma boa estratégia de comunicação ganha o benefício de ter também maior conexão com as outras pessoas. Isso acontece porque, via de regra, nos sentimos mais à vontade com quem conseguimos compreender e com quem sabe nos escutar. Esse é um diferencial importante, portanto, tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Passar mensagens com segurança

Outra das vantagens de uma boa estratégia de comunicação é que você consegue passar mensagens com mais segurança. Isso é crucial para qualquer profissional, seja ele um líder ou não, pois a boa compreensão do contexto e do conteúdo são imprescindíveis para que praticamente qualquer ação ou tarefa seja cumprida com maestria. 

Valorizar a sua imagem

Essa é uma vantagem que você pode experimentar em diversas etapas da sua carreira, pois um profissional que conta com uma boa estratégia de comunicação tende a experimentar uma grande valorização da sua imagem. As empresas estão atrás de indivíduos com esse perfil, que possam delegar, orientar, ensinar e compreender. 

Reduzir ruídos e conflitos

Quem nunca presenciou ou ao menos ouviu falar de alguma briga que começou por conta de um mal-entendido? Isso é extremamente comum, e uma das maiores vantagens de uma boa estratégia de comunicação é justamente a redução de ruídos e conflitos. Com tudo passado às claras, o relacionamento e o ambiente interno tendem a ser muito melhores.

Qual o segredo para ter uma boa estratégia de comunicação?

Você já domina o conceito e alguns dos benefícios, então vamos dar o segredo para ter uma boa estratégia de comunicação. Felizmente, essa é uma habilidade que você pode desenvolver e aprimorar com o passar do tempo, sobretudo se adotar alguns hábitos e promover a atitude correta. Confira abaixo algumas estratégias eficientes para isso.

Não deixe de escutar atentamente

Um dos segredos para ter uma boa estratégia de comunicação é saber escutar atentamente. Isso envolve não apenas prestar atenção no outro, mas também fazer perguntas que clareiem a sua compreensão, especialmente se você estiver tratando de algo com parceiros de negócios ou clientes.

Ao mesmo tempo em que isso facilitará o processo de compreensão, você estará, simultaneamente, criando uma empatia natural com o seu interlocutor, mostrando respeito e consideração pela outra parte. Lembre-se: isso pode parecer simples, mas não é difícil focar excessivamente nos nossos próprios pensamentos durante uma conversa.

Conheça os estilos de comunicação 

Você sabia que a comunicação pode ter muitos estilos diferentes? Pois bem, essa é uma realidade inexorável, e compreendê-los pode ser muito interessante para quem deseja se comunicar com qualidade. Uma opção, por exemplo, é ser um comunicador passivo, que pode agir de forma indiferente, dependendo do contexto, sobretudo para evitar conflitos.

Já os comunicadores agressivos são o oposto e expressam suas emoções livremente, muitas vezes sem pensar no outro. Podem ser intimidadores, mas também passam a mensagem doa a quem doer. O passivo-agressivo é parecido, mas costuma evitar o confronto, enquanto os assertivos são os mais claros e diretos, mas mantendo o respeito nas inteirações.

Tenha capacidade de persuasão

Podemos resumir a persuasão como a capacidade de fazer com que o interlocutor absorva o conteúdo da sua conversa e, ainda por cima, realmente siga as instruções oferecidas. Essa habilidade é rara, embora muita gente ache que a domina, tendo em vista que, quanto mais perspicaz for a outra parte, mais difícil será qualquer convencimento.

É essencial, portanto, ter qualidades como conhecimento do assunto tratado, inteligência emocional, domínio sobre o ambiente de trabalho, entre outras. A questão é convencer sem que isso seja percebido, de maneira que as objeções sejam derrubadas e as instruções compreendidas como algo em prol de todos.

Como você pôde ver neste conteúdo, uma boa estratégia de comunicação é fundamental para o sucesso, tanto na sua vida pessoal quanto na profissional. Por isso, não hesite em contar com ajuda especializada para melhorar essa habilidade. Assim, você poderá ter melhores resultados na sua carreira

Gostou de aprender mais sobre como ter uma boa estratégia de comunicação? Entendeu a importância do assunto? Então aproveite para conferir também nosso outro artigo que mostra como uma consultoria pode melhorar sua imagem profissional!

Qual a importância do gestor de carreira para sua vida profissional?

Quando uma pessoa decide estudar para uma determinada carreira ou decide o ramo no qual ela deseja atuar, é bastante comum que sua escolha não reflita, necessariamente, suas habilidades, competências, necessidades e anseios. Por isso mesmo, você não pode deixar de conhecer a importância do consultor de carreira para sua vida profissional.

Esse especialista pode ajudar a mudar esse cenário, contribuindo para o aprimoramento, ajudando você a encontrar a sua marca pessoal, estimulando as suas capacidades e agregando com tudo aquilo que possa servir como um diferencial para futuros empregadores. Continue lendo o post e aprenda mais sobre essa possibilidade!

Afinal, o que é um gestor de carreira?

O gestor de carreira é, antes de mais nada, um profissional em sintonia com o futuro e as necessidades mais recentes da sociedade e do mercado como um todo, inclusive da grande demanda que as empresas modernas têm por trabalhadores qualificados e especializados. Sendo assim, não é difícil perceber que é um ofício em alta.

Não existe uma regra muito definida sobre a sua formação, embora conhecimentos sobre psicologia humana e economia, por exemplo, sejam sempre bem-vindos. O gestor de carreira ajuda os seus clientes a planejarem o seu crescimento, descobrirem aptidões, traçarem metas e conquistarem as funções que sempre sonharam.

O que faz um consultor de carreira na prática?

O gestor, na prática, age fazendo uma espécie de mentoria de carreira, preparando o cliente, enquanto profissional, para que ele se capacite para vencer todos os maiores desafios do mercado. Isso pode ser útil em diversos momentos da nossa vida, como na entrada no mercado, realocações, transição de carreira e assim por diante.

Entre diversas funções, o gestor de carreira pode descobrir quais são as empresas, por exemplo, precisam do talento que o seu cliente tem a oferecer. Da mesma maneira, ele verifica habilidades, valores, interesses e características de quem está recebendo a consultoria, assim como até mesmo as suas condições psicológicas.

Isso é chamado de análise de perfil e é o ponto inicial para fazer um bom planejamento, que demanda uma boa autoanalise e autoconhecimento, para montar um histórico e elaborar um currículo mais acertado e eficaz. Tudo será estruturado para identificar os pontos fortes e as principais competências, além de eventuais pontos de melhoria.

Outra situação com a qual o gestor de carreira pode contribuir é fazendo simulações de entrevistas, para que os clientes ganhem mais segurança para quando se encontrarem com os recrutadores de verdade. Isso serve para ajustar o estilo de comunicação, motivar e lapidar as qualidades que poderão impressionar o entrevistador.

Vale ressaltar que o trabalho do gestor de carreira não termina aí. Ele continuará prestando sua assessoria ao cliente ao longo de todo o período estipulado por ambos, podendo auxiliar a rever e a reformular estratégias quando necessário. Tudo isso é feito de forma personalizada e sigilosa, proporcionando lições importantes para o mercado e para a vida!

Quais os benefícios de um consultor de carreira?

Agora que você já entendeu um pouco melhor o que é um gestor de carreira e observou como ele atua com seus clientes, vamos enumerar alguns benefícios que você pode experimentar ao contar com esse tipo de consultoria. Acompanhe.

Contribui na autoanálise profissional

Um dos grandes benefícios de um gestor de carreira é que ele contribui para uma boa autoanálise profissional. De tempos em tempos, essa é uma ação imprescindível para que qualquer pessoa compreenda melhor a sua situação na empresa, no mercado e as suas expectativas para o futuro em curto, médio e longo prazos.

Eventualmente, essa não é uma tarefa das mais simples de serem feitas quando estamos sozinhos. A ajuda do gestor de carreira vem nesse sentido, de saber observar o que realmente interessa e identificar se é hora de uma mudança, um novo treinamento de capacitação ou até mesmo uma conversa franca com seu líder.

Ajuda a definir metas de carreira

O gestor também faz uma excelente mentoria de carreira, ajudando não apenas na definição de novas metas, como também nas decisões que você precisa tomar. Isso ocorre, por exemplo, quando você quer descobrir quais competências e habilidades precisa desenvolver quando desejar uma realocação ou melhores remunerações.

A consultoria funciona de diversas maneiras, como na aplicação de perguntas específicas, que o seu mentor poderá fazer para ajudar a encontrar as respostas que você precisa. Isso é feito por meio de estratégias mercadológicas e pela avaliação dos perfis de cada assessorado, ele te desenhando um novo planejamento com previsões promissoras.

Revisa o currículo e perfil do LinkedIn

O currículo é um dos meios pelos quais os recrutadores escolhem os candidatos ideais para a ocupação das vagas disponíveis. Embora esse recurso tenha perdido um pouco de espaço com os avanços da tecnologia, ele ainda é muito importante no mercado. Por isso, uma das funções do consultor de carreira é ajudar na sua elaboração.

Entretanto, o LinkedIn também é imprescindível, embora muitas pessoas não saibam ao certo como montar o seu. A consultoria ajudará a preencher tudo com informações diretas e necessárias, que sejam relevantes para os recrutadores. Além disso, ele faz dessa rede social uma verdadeira ferramenta de marketing pessoal.

Melhora a postura de entrevista

Por fim, como dissemos, um dos maiores benefícios de um gestor de carreira é que ele ajuda a melhorar a postura dos assessorados durante as entrevistas de emprego ou até mesmo na comunicação interna da empresa. Isso é muito importante, pois quem anseia pelo sucesso precisa saber se expressar.

Por meio de simulações e treinamentos, é possível educar e ampliar a inteligência emocional para esse tipo de situação. O processo pode, inclusive, ser filmado para posterior análise, promovendo ainda mais autoconhecimento e autodesenvolvimento. É uma oportunidade excepcional, inclusive para acertar na escolha das palavras.

Como você pôde ver, o gestor de carreira pode ser justamente o que você precisava para dar uma guinada na sua vida profissional!

Gostou de aprender qual a importância do gestor de carreira para sua vida profissional? Ficou interessado em contar com um especialista de alta qualidade para ajudá-lo nesse processo? Então não perca mais tempo e entre em contato com a nossa empresa!

liderança natural

O que é a liderança natural e como desenvolvê-la?

A liderança natural é uma competência discutida de maneira recorrente dentro dos ambientes corporativos. Liderar é a aptidão de guiar pessoas, impulsionar grupos ao longo de um caminho para alcançar um objetivo, cumprir as metas, desenvolver o seu time.

No entanto, a liderança vai além do meio corporativo, ela é uma aptidão social. Por isso, é normal você encontrar líderes em vários meios, como a família, condomínio, projetos sociais, associações de diversos cunhos etc.

Portanto, trouxemos para você um conteúdo sobre a liderança natural e como desenvolvê-la! Se você quer saber mais sobre o assunto, ter uma boa avaliação entre os funcionários do seu time e alcançar uma boa posição em sua empresa, continue a leitura!

O que é liderança natural?

Algumas pessoas são líderes naturais. Têm essa aptidão de maneira orgânica e se destacam nesses papéis sem muito esforço. São características marcantes desses indivíduos traços como a extroversão, resiliência, inteligência emocional e confiança. Profissionais que nascem com essas habilidades são naturalmente atraídos para espaços de liderança, mesmo que de maneira informal.

No entanto, infelizmente, quando falamos do ambiente de trabalho, nascer com predisposição à liderança não é garantia de sucesso. A liderança é uma aptidão que pode ser adquirida e desenvolvida com o tempo, então, mesmo que você tenha a liderança natural como característica, é importante saber utilizá-la.

Quer entender como? Veja abaixo como desenvolver a sua liderança natural!

Estude

O primeiro passo é estudar. Um bom líder nunca para de estudar. Ele está sempre atento às novidades dentro do seu campo de atuação, por isso, domina muito bem as áreas do conhecimento do seu ramo.

O líder é o ponto de apoio do grupo, é a referência que vai ser buscada em caso de dúvida, portanto estude, busque sempre estar inteirado dos assuntos, participando de workshops, fortalecendo seu network, buscando treinamentos e lendo bastante. E caso não esteja, seja honesto, deixe claro para sua equipe que vai estudar e descobrir como solucionar a questão.

Escute

Escutar é um exercício diário, de empatia, portanto, faça-o sempre. Escute o seu time, deixe as pessoas à vontade para falar com você, entenda os anseios, inseguranças, problemas e acertos dos profissionais que o cercam.

Ouvir as pessoas é um aspecto de humanização do líder e, além de tudo, uma valiosa fonte de conhecimento e informações da empresa. Você só gerencia aquilo que sabe, aquilo sobre o que você tem conhecimento.

Tenha segurança

Depois de estudar, ouvir o time, conhecer o problema, dominar o seu campo de trabalho, partimos para outra característica importante para desenvolver-se como um líder exemplar: a segurança. Afinal, um bom líder tem uma personalidade segura em sua atuação, guiando com propriedade a sua equipe.

Portanto, faça o seu planejamento, passe a segurança para o seu time, mostre que vocês têm um ótimo plano para cumprir metas e objetivos e construa a reputação de confiança junto com os profissionais que estão com você em busca do mesmo objetivo.

Seja a essência de segurança da equipe, para que ela possa sempre aflorar o melhor de suas competências e contribuir com o projeto, pois ambientes seguros são inspiradores para que as habilidades do time floresçam e interfiram diretamente na produtividade.

Planejamento profissional é muito mais do que entender em qual empresa vai trabalhar, em qual cargo que quer atuar, qual salário alcançar. Um bom planejamento profissional auxilia para que o profissional desenvolva a sua liderança natural e dê o melhor de si para a empresa e para os colegas de trabalho.

A liderança natural vai além de que uma aptidão natural, é um exercício diário, que envolve empatia e conhecimento. Essa é uma competência que está diretamente atrelada ao sucesso profissional e afeta as suas perspectivas de carreira. Quando investimos no campo certo, garantimos o nosso sucesso!

Quer se tornar um bom líder e desenvolver suas competências? Então assine a nossa newsletter para receber mais informações e conteúdo que vão ajudar no seu desenvolvimento profissional.

gestão de marca pessoal

Gestão de marca pessoal: por que todo líder precisa dessa estratégia?

Você já parou para pensar que, muitas vezes, investimos esforços demais na capacitação profissional e em habilidades técnicas, mas esquecemos um fator essencial para conquistarmos nossas posições desejadas, a gestão de marca pessoal?

Esse é um erro clássico que vemos no mercado hoje, no qual empreendedores, gestores e profissionais de todos os ramos acabam encontrando barreiras e desafios maiores em suas profissões, não por falta de capacitação, mas principalmente por não saberem lidar com sua imagem de forma mais estratégica.

E é justamente por isso que resolvemos preparar este post exclusivo para abordar a importância da gestão de marca pessoal e seus benefícios práticos no dia a dia.

Vamos conferir?

Afinal, o que define a gestão de marca pessoal?

A gestão de marca pessoal nada mais é do que o branding profissional. Na prática, o objetivo dessa estratégia é agregar valores à sua imagem, muito além de suas habilidades e conhecimentos.

Em outras palavras, o branding pessoal é perceptível a partir do momento em que, aos olhos do mercado, você é visto como uma referência naquilo que faz, antes mesmo de iniciar sua apresentação ou venda.

Ou seja, podemos considerar que uma boa gestão de marca pessoal é aquela que permite transmitir uma imagem ideal de sua pessoa e profissão, sem necessariamente depositar esforços extras para uma primeira apresentação, demonstrando assim mais confiança, credibilidade e segurança a quem você se dirige.

Como a gestão de marca pessoal é aplicada na prática?

Há infinitas ações e estratégias que podem ser trabalhadas por um líder que queira desenvolver melhor seu branding pessoal.

No entanto, antes de tudo, vale reforçar que, apesar disso, não haverá nunca uma “receita pronta” para todos os profissionais, cabendo, assim, uma adequação e desenvolvimento contínuo dessa pessoa.

Com isso, podemos destacar alguns conselhos básicos sobre como construir melhor a gestão de marca pessoal de um líder, mas sempre com um aspecto personalizável, conforme as necessidades e características de sua profissão. Confira!

Invista em autoconhecimento

Esse sempre será o primeiro passo de uma gestão de marca pessoal! Afinal, a ideia é mostrar aquilo que você realmente é, mas de uma forma mais estratégica e vendável.

Sendo assim, busque mensurar os pontos mais relevantes em sua trajetória, suas fraquezas, suas conquistas e, de uma forma geral, colocar isso tudo em um plano que seja capaz de inspirar ou auxiliar as pessoas.

Fique atento aos comportamentos

Suas posições, ideias, defesas e ideologias são pilares de sua marca pessoal. Portanto, devem ser levadas em consideração em uma gestão de branding.

Vale ressaltar, aqui, que seus comportamentos refletirão diretamente nos olhos de quem te segue ou se inspira em você. Porém, isso não significa dizer que você deve se engessar a essas ideias para a vida toda. Posicionamentos podem mudar (e devem) sempre que houver necessidade. Isso faz parte de nosso autodesenvolvimento.

Preze pela comunicação

Outro pilar indispensável na gestão de marca pessoal é a comunicação. Não há líder sem ela! Além disso, diferentemente do que muitos pensam, o poder da comunicação não é um dom intransferível. Pelo contrário! É um processo de aprendizado e desenvolvimento em que todos nós somos capazes de trabalhar.

No entanto, a boa comunicação depende basicamente de outros fatores já citados, como autoconhecimento, segurança, confiança e domínio daquilo que se propõe.

Enfim, essas são algumas dicas sobre marca pessoal e a importância de líderes investirem nessa estratégia, não apenas como forma de “se venderem” melhor, mas também como fator essencial para demonstrar suas melhores competências, interagir com o próximo, tornar-se referência e, principalmente, conquistar seus desafios.

Gostou? Quer começar agora mesmo a investir em sua gestão de marca pessoal? Então, aproveite para baixar nosso guia completo sobre autoconfiança e desfrute de dicas essenciais para melhorar seu branding. Boa leitura!

Como descobrir meu talento? Aqui tem 3 passos para te guiar

Independentemente da nossa profissão e até mesmo das nossas convicções pessoais, o passar do tempo costuma ressaltar a importância de investirmos em um processo de autoconhecimento e de transformação, o que se reflete até na vida profissional. Mas você já se perguntou: como descobrir meu talento?

O fato é que, ao determinarmos competências ou habilidades que temos como um diferencial em relação aos outros, temos maiores chances de sucesso e podemos imprimir uma espécie de marca pessoal em tudo o que fazemos. Quer descobrir como fazer isso? Aqui tem 3 passos para te guiar. Confira!

1. Reconheça suas paixões e valores

O primeiro passo para descobrir seu talento consiste em avaliar e reconhecer quais são suas paixões e valores. Por mais óbvio que isso possa parecer, o fato é que, por conta das exigências sociais e da rotina estressante que somos submetidos com o passar dos anos, não é raro que percamos essas memórias e definições tão valiosas.

Existem muitas maneiras de fazer isso e, sem sombra de dúvidas, observar o passado é um dos melhores caminhos. Pense naquilo que te encantava quando criança ou adolescente. Busque as atividades que produzem equilíbrio e reforçam sua inteligência emocional. Via de regra, aquilo que você ama é o que desenvolve a sua personalidade como adulto.

2. Liste seus pontos fortes e fracos

O passo seguinte para descobrir seu talento pode ser a elaboração de uma lista com os seus pontos fortes e pontos fracos. Logicamente, essas características não devem ser determinantes em um nível que faça com que você simplesmente desista de uma carreira ou área, mas servem para direcionar suas escolhas e promover seu autoconhecimento.

Não se exima de seguir à moda antiga e colocar tudo no papel. Para os mais modernos, um smartphone ou notebook podem cumprir essa função. Pense nos seus diferenciais, naquilo que as pessoas elogiam em você, nas críticas que recebeu, nos feedbacks de antigos gestores e assim por diante, até não se lembrar de mais nada.

3. Conheça seu propósito de vida

A fase final consiste em conhecer seu propósito de vida. Para conseguir fazer isso, as duas etapas anteriores são imprescindíveis, pois essa é uma definição que depende, também, das suas paixões e valores, bem como dos seus pontos fortes e fracos. Por isso, não hesite em revisar ou refazer os passos anteriores, caso seja necessário.

Se o que lhe traz felicidade é se relacionar com outras pessoas e interagir com o público, pouco adianta estar em uma profissão na qual você lide exclusivamente com máquinas ou não tenha contato com mais gente. Esse é apenas um exemplo: foque naquilo que fará com que você se sinta especial e traga uma finalidade prazerosa para sua existência!

Agora a pergunta “como descobrir meu talento” não faz mais sentido para você! Siga esses passos e entenda, de uma ver por todas, qual é o diferencial que você pode oferecer para o mundo!

Gostou de aprender como descobrir seu talento? Então não deixe de seguir nossas páginas no Facebook, Twitter e LinkedIn!

Como o posicionamento digital pode ajudar a destacar sua carreira?

Construir uma carreira hoje é completamente diferente da época que seus pais e seus avós construíram a deles. Isso porque estratégias tradicionais que funcionavam antes, no século XX, não atendem mais às expectativas do mercado do século XXI. O posicionamento digital veio para transformar e impactar o que conhecemos como profissionalismo.

O posicionamento de uma marca ou de um profissional liberal é um elemento-chave no crescimento no desenvolvimento dos mesmos, pois é esse posicionamento que vai determinar como é a comunicação com o seu público-alvo.

E então? Quer saber mais sobre como o posicionamento digital pode impactar sua carreira? Continue a leitura!

Como o posicionamento digital funciona?

Hoje no meio profissional as pessoas estão mais conscientes, em busca de motivação e engajamento. Não basta ser formado na melhor faculdade para o seu campo de atuação, ter as melhores notas, se você não deixar claro o seu propósito e as suas propostas de valor e caráter.

Atualmente, para uma pessoa ou uma marca impactarem o mercado, tecerem estratégias de crescimento e desenvolvimento de carreira, exige muito mais preparo do branding e do seu posicionamento digital do que anos atrás.

É por meio das estratégias digitais que você conectará a sua marca às pessoas, transmitirá os seus valores e apresentará o seu “porque”, suas motivações, seu diferencial, algo que vai muito além de produtos. 

Portanto, se você quer destaque na carreira, o posicionamento digital é uma das estratégias mais importantes. Veja abaixo o porquê!

Você ganha destaque no mercado

Quando você aparece no meio digital da maneira certa, você é visto, é mencionado e, um dos aspectos mais importantes, é referência para assuntos importantes da sua área.

O seu mercado, o seu consumidor ou o seu contratante entenderão por que você é influência no seu ramo e a melhor escolha entre as demais opções. Então, seja por um post em redes sociais, um blog de interação, um fórum de debate, o importante nesse momento é transparência, coerência e honestidade. 

As pessoas estão mais conscientes e com muito mais acesso à informação. Uma fake news, por exemplo, pode ser facilmente descoberta e a sua reputação pode sofrer duras consequências.

O posicionamento digital transmite a sua personalidade. Portanto, reflita sobre o que você quer que as pessoas conheçam sobre você e quais valores você quer passar para frente.

Demonstra ser uma pessoa atualizada

Hoje vemos um mundo onde as pessoas estão inteiramente conectadas pela internet, trabalhando de maneira remota, em grandes organizações e longe dos ambientes formais de escritórios. 

Da mesma forma, você pode construir a sua reputação sem sair de casa. Sendo assim, invista em suas redes, aperfeiçoe o seu design e amplie sua mensagem e sua história. Em meio a tantas páginas, destaque-se e demonstre ser uma persona atual.

Torna o seu branding mais eficaz

A transformação digital não é mais uma perspectiva do futuro, é a realidade do presente. Foram várias as mudanças que nos fizeram chegar nesse cenário, como as crises econômicas que levaram à quebra de empresas tradicionais e ao crescimento de modelos inovadores de negócios, como startups. 

Além disso, a pandemia do Covid-19 transformou as relações de trabalho, dando mais espaço para o desenvolvimento do trabalho remoto. Todos esses movimentos históricos influenciaram na sociedade, na economia e na cultura, porém, foi a transformação digital que trouxe novas formas de lidar com o mundo.

Nesse contexto, as dinâmicas de publicidade e branding que funcionavam no passado não são mais eficientes hoje. Portanto, compreender essas mudanças e alinhar essas questões para contribuir com o seu diferencial competitivo é um passo-chave na sua construção de carreira.

Notou como o posicionamento digital está entrelaçado com a nossa carreira? Os profissionais precisam utilizar suas ferramentas de forma cada vez mais atual e estratégica!

Se você quer saber mais sobre o assunto, veja aqui os 5 passos para construir sua marca pessoal e continue investindo em sua carreira!

Estratégia de branding pessoal: saiba como impulsionar sua carreira!

Construir uma estratégia de branding pessoal é uma das melhores maneiras de alavancar a carreira. Com algumas medidas práticas, é possível alcançar o público correto e se tornar uma das melhores opções do mercado.

Apesar disso, é preciso dizer que o processo leva tempo. Ademais, para conseguir se destacar em meio à multidão, é essencial ter uma abordagem correta, que realmente seja capaz de mostrar o seu melhor e o que as pessoas realmente estão buscando.

Por essa razão, é preciso estudar seu mercado e acima de tudo transformar sua maneira de agir, trabalhar e se expressar em um pacote “único”, que consiga transmitir a ideia de que você ainda é você e que seu trabalho é uma das únicas soluções que existem quando o assunto são grandes conquistas.

Abaixo, falaremos mais sobre como você pode criar uma estratégia de branding pessoal realmente eficaz. Também falaremos sobre benefícios, além das dicas práticas. Gostou da ideia? Continue sua leitura até o final!

Alguns benefícios de uma estratégia de branding pessoal

Os benefícios do branding pessoal são enormes. Mas o primeiro e mais importante deles é o destaque no mercado de trabalho. Em vez de ser só mais uma opção, você se torna a opção. Aquela que as pessoas buscam e sempre vão recorrer quando estão procurando por um serviço ou produto em especial.

Profissionais liberais são aqueles que mais se beneficiam desse tipo de abordagem, uma vez que na maior parte dessas atividades reconhecemos uma grande concorrência (que cresce anualmente) e uma infinidade de abordagens que podem ser aplicadas de maneira quase que imediata.

Além desses aspectos, o personal branding também ajuda a conseguir maior confiança profissional e melhores oportunidades de trabalho, fazendo com que você consiga alcançar maiores retornos financeiros e chegue em patamares que sempre sonhou com sua carreira e vida profissional.

Como desenvolver uma estratégia apropriada

Defina sua marca pessoal

Uma das primeiras coisas a fazer em uma estratégia de branding é buscar por uma marca pessoal. Essa marca não se trata apenas de um logotipo, mas sim de um conjunto de valores e princípios que apresentam seus serviços ou produtos de maneira prática.

Aqui entram inúmeras particularidades, como linguagem visual e verbal e todas as características que envolvem sua personalidade. Tudo isso sem se esquecer do alcance do público-alvo, que, no final, é o seu objetivo.

Conheça bem seu público-alvo

O seu público-alvo são todas aquelas pessoas que você deseja alcançar. Porém, a generalidade não é sua aliada, especialmente quando você está buscando se destacar no mercado de trabalho. 

Como já deve ser do seu conhecimento, existem milhares de pessoas que realizam o mesmo trabalho que você. Entretanto, nem todos resolvem um aspecto específico, ou talvez nem todos consigam fazer o que você faz da sua forma, com seus diferenciais.

Ao fazer essa análise com mais cuidado, você perceberá que a maior parte do seu público/clientela está compartimentada em um grupo de pessoas com determinada faixa etária, gênero e necessidades bem específicas. Esse é seu público-alvo, e essas são as pessoas que todo seu trabalho deve focar de maneira mais intensa.

Torne-se uma referência para seu público

Tornar-se uma referência para o público não é uma tarefa das mais fáceis. Além de experiência, é preciso criar um trabalho relevante e que realmente consiga aparecer como uma alternativa verdadeira para aqueles que estão buscando determinada solução.

No meio acadêmico, o ideal é publicar mais estudos científicos ao longo do tempo. Já no meio profissional, a ideia é demonstrar seus resultados e sempre expressar quais são as principais necessidades que você consegue resolver de maneira prática e eficiente.

No mundo moderno, temos a facilidade de utilizar as redes sociais para garantir que nosso trabalho seja visto e divulgado para milhares de pessoas, e, por isso, recomendamos que você se interesse mais sobre o marketing digital — que é nossa dica a seguir.

Aposte no marketing digital para alavancar sua carreira

O marketing digital é uma poderosa ferramenta para alavancar sua carreira e deve ser um dos pilares da sua estratégia de branding pessoal. Uma página no Facebook ou no Instagram são duas maneiras de conseguir expor seus resultados de forma clara para seu público-alvo, que normalmente já busca por essas demandas.

Por isso, recomendamos que você perca seu medo e comece realmente a colocar todas as dicas anteriores em prática diretamente na internet, para que o máximo de pessoas reconheça seu trabalho. Mostre quem você é e não se esqueça de ajudar, de maneira relevante, os anseios da sua clientela.

Isso ajuda a criar autoridade, que nada mais é do que a construção de confiança e a noção de referência para seu público que, muito provavelmente, contratará seus serviços por achar você a melhor alternativa.

Trabalhe com uma empresa especializada

Por fim, entenda que todas essas dicas, apesar de práticas, não são de fácil implementação, especialmente se você nunca trabalhou com sua imagem e realmente não sabe como organizar tudo isso em uma mensagem coesa, funcional e que demande interesse das pessoas.

Por isso, busque uma empresa especializada, capaz de traçar um planejamento realista e eficaz para toda sua estratégia. Note que a parte conceitual e a parte de implementação são distintas, e ambas exigem cuidados especiais.

Destacamos que a ajuda de um coach pode encurtar o seu caminho e principalmente garantir que seus esforços não serão em vão durante boa parte da construção da sua autoridade e da sua nova imagem.

Não podemos deixar de mencionar que, ao errar na sua estratégia de branding pessoal, você pode retardar seus objetivos por longos meses, uma vez que será praticamente um novo trabalho em cima de todos os seus esforços que, de uma forma ou outra, não vieram a trazer os resultados que você esperava. Portanto, a ajuda profissional é uma alternativa a ser considerada, especialmente para quem busca economizar dinheiro e tempo no longo prazo.

Então, gostou da nossa postagem? Entre em contato conosco agora mesmo — estamos prontos para ajudá-lo a dar o próximo salto na sua carreira!

gestão do tempo

Quais os benefícios e como colocar em prática a gestão do tempo?

A gestão do tempo é uma importante ferramenta para quem busca melhores resultados e patamares cada vez mais altos na carreira. A produtividade, em grande parte, depende de como você consegue gerenciar seu dia, e, portanto, é praticamente impossível encontrar alguém bem sucedido que não controle seu tempo de forma prática e produtiva.

Para muitos que estão começando essa jornada pode parecer complicado, ou até mesmo uma coisa sem grande importância. Mas é difícil conhecer alguma pessoa que não encontrou nenhum tipo de resultado seguindo as dicas e orientações que mencionaremos em seguida. Ficou interessado no assunto? Continue sua leitura até o final!

Os benefícios da gestão do tempo

A princípio, é muito importante falarmos sobre os benefícios que a gestão de tempo pode provocar na sua vida pessoal e profissional. Eles são inúmeros e, mesmo que o trabalho para montar um cronograma pareça desafiador, ele pode proporcionar:

  • menos estresse;
  • maior facilidade para trabalhar;
  • maior produtividade pela falta de dúvidas sobre o que fazer;
  • mais clareza mental;
  • maior facilidade para tomar decisões importantes;
  • mais tempo para investir em lazer ou outra atividades pessoais sem culpa ou dificuldade.

Tudo isso pode ser percebido em poucas semanas. Basta permanecer firme na maneira com a qual você planejou e estipulou a forma de gastar o seu tempo. 

Algumas dicas práticas que funcionam

1. Planeje suas tarefas do dia

O primeiro passo para gerir seu tempo é saber como você deve gastá-lo de forma produtiva. Não sabe como? É fácil de resolver: pegue um pedaço de papel (ou qualquer documento de texto no seu computador) e liste todas as tarefas mais importantes relacionadas ao seu trabalho. Em seguida, crie outra menor sobre suas principais responsabilidades. O ideal é só manter o que é realmente importante para que não haja sobrecarga ou dificuldades de implementação.

2. Defina em ordem de prioridades

Muitas pessoas fazem a dica número 1, mas esquecem que para atingir o sucesso é preciso manter tudo organizado em prioridades. Afinal, sempre temos obrigações que são mais importantes do que outras e, por isso, é sempre prudente deixar essas tarefas em primeiro lugar no seu dia. Portanto, seu segundo passo consiste na reorganização dos seus itens. A forma mais simples de atingir uma boa padronização é numerando suas tarefas, onde a primeira é a mais importante e as últimas são aquelas que não fazem tanta diferença.

3. Estabeleça essa nova rotina

Agora que você já tem suas tarefas ordenadas levando em conta a prioridade, chegou o momento de instaurar todos esses hábitos, tanto de execução quanto de planejamento do que deve ser feito no seu dia. Para conseguir manter a sua gestão de tempo de forma eficaz, é preciso fazer todo esse procedimento por pelo menos 21 dias, que costuma ser o número ideal para quem deseja se adaptar a novos hábitos. Inclusive, esse é um bom período de testes para colher os benefícios que mencionamos. Certamente você verá melhoras extraordinárias.

4. Faça pausas ao longo do dia e divirta-se

Por fim, não se esqueça de que é improdutivo e pouco eficaz trabalhar por longas horas sem nenhum tipo de pausa ou descanso. Por essa razão, é recomendado que a cada 1 hora de trabalho duro e concentrado você tire cerca de 10 a 15 minutos para descansar, alongar, beber água ou ir ao banheiro — isso é o suficiente para recarregar as energias para o que está por vir e também ajuda a manter a saúde.

Outro ponto que deve ser amplamente mencionado é que é preciso se divertir em todo o processo. Sempre deixe momentos livres no seu dia para seu divertimento e não esqueça que, sem o lazer, é impossível permanecer em uma rotina produtiva por muito tempo. Sempre planeje o dia que você quer ter e não crie um que mudará seu humor para pior.

Seguindo todas essas orientações, temos certeza que você conseguirá colocar em prática a gestão de tempo sem grandes complicações.

Gostou do post? Assine nossa Newsletter e não perca mais nenhum conteúdo como este!

Liderança 4.0: o que é e como implementar na vida profissional?

Assim como cada revolução industrial acompanhou as mudanças da sociedade, os tipos de liderança seguem no mesmo ritmo. É o caso da liderança 4.0, que se baseia no auxílio da tecnologia — bastante desenvolvido durante a 3.0 —, mas que enxerga a contribuição dos colaboradores de forma diferente.

Por exemplo, na liderança 4.0 a ideia de automatização de todos os processos e substituição do homem pela máquina, como o próprio McKinsey Global Institute já estimou, é superada pelo entendimento de que algumas capacidades humanas, como a empatia, não podem ser substituídas pela tecnologia.

Porém, não se conforme ao saber disto: as pessoas ainda precisam se adaptar rapidamente às novas exigências do mercado, como lidar com uma rotina corrida, se qualificar constantemente etc. Nesse sentido, a liderança 4.0 é indispensável.

Então, você está se perguntando o que queremos dizer com isso? Continue conosco e encontre a sua resposta.

O que é uma liderança 4.0?

Tente responder a seguinte questão: você gosta de consumir de marcas humanizadas, que tratam você de forma exclusiva e não como um cliente a mais? Esse é um dos motivos pelos quais a robotização não substitui a capacidade humana de interação. É justamente isso, aliado a inúmeras outras qualidades, que uma liderança 4.0 precisa entender e buscar nos colaboradores.

Conseguiu compreender essa parte? Isso só não pode ser desculpa para que colaboradores e líderes da era 4.0 fiquem estagnados e não procurem evoluir, à medida que a tecnologia também avança. Quer dizer, as máquinas respondem de forma ágil? É isso que você deve buscar.

Calma. Sabemos que enquanto você consegue fazer 10 atividades a tendência é que as máquinas façam o dobro e isso dificilmente será superado. É por isso que devemos reconhecer que precisamos e não podemos abrir mão delas, além de investir constantemente em treinamentos, autoconhecimento para entender fraquezas e pontos fortes etc.

Quais as características da liderança 4.0?

O primeiro passo é desconstruir ideias passadas, muitas vezes desenvolvidas no cinema e televisão, de que um líder precisa ser rígido e sem escrúpulos. Se isso já teve bons resultados em algum momento, não serve mais para o contexto atual, que exige:

  • empatia: capacidade de se colocar no lugar do liderado para ter uma comunicação adequada, motivá-lo, reconhecer seu potencial e pontos de melhoria;
  • resiliência: a avaliação contínua e reconhecimento das limitações para investir no aperfeiçoamento próprio e incentivar a equipe a fazer o mesmo;
  • flexibilidade: entender as necessidades individuais dos colaboradores para ser empático e flexível com isso, sem deixar a responsabilidade de lado;
  • inovação: incentivo à ousadia dos colaboradores para que eles se mantenham motivados e em ritmo criativo;
  • agilidade: o mercado exige respostas rápidas aos desafios surgidos e a liderança precisa estar preparada.

Como colocar a liderança 4.0 em prática?

  • Invista no desenvolvimento da equipe: treinamentos, cursos, palestras etc. são ótimas formas de ajudar no desenvolvimento de aptidão dos colaboradores;
  • estimule o autoconhecimento: entender os pontos fortes e fracos ajuda na evolução de cada um;
  • construa bons relacionamentos: ambientes harmônicos ajudam na motivação e no diálogo entre a equipe;

Ou seja, a liderança 4.0 precisa se adaptar às mudanças para se tornar melhor, como desconstruir ideias ultrapassadas e clássicas de como um bom líder tem que ser. Para isso, além de seguir as dicas mencionadas é importante tentar ser o líder que queria ter, enquanto liderado.

Gostou do nosso post? Então você certamente também vai gostar de aprender como a cultura do feedback ajuda na liderança. Confira!