transição profissional

Transição profissional: 6 ações para ter sucesso nessa caminhada

A transição profissional é quando um indivíduo busca maior satisfação com sua carreira, trocando parcialmente ou por completo seu ramo de atuação para uma escolha que traga mais bem-estar e qualidade de vida.

Apesar de parecer impossível, é preciso ressaltar que praticamente todas as pessoas conseguem realizar essa mudança complicada. Tudo depende de um planejamento realista e calculado para que no futuro não surjam imprevistos financeiros ou, até mesmo, uma sensação de arrependimento durante o caminho ou com a nova escolha.

Vale ressaltar que, normalmente, leva-se algum tempo para conseguir fazer uma transição bem-sucedida e, portanto, nenhuma atitude “brusca” ou inconsequente pode ser vista como uma boa alternativa para quem busca atuar em uma nova área.

Neste post falaremos mais sobre como você pode fazer essa mudança com total segurança e sucesso com 6 dicas práticas. Ficou interessado no assunto? Continue a sua leitura até o final!

1. Identifique os motivos da transição profissional

A princípio, a ideia inicial é entender a razão por trás da transição. Muitas pessoas simplesmente desejam mudar de ramo acreditando que essa é a solução para todos seus problemas, mas, na prática, elas podem estar criando maiores desafios e complicações do que conseguem imaginar no momento de dificuldade.

É preciso lembrar que ao mudar de carreira você precisa aprender (quase sempre) uma nova profissão, com novas obrigações, novo método de trabalho e uma infinidade de pequenas particularidades.

Em alguns casos, o problema pode estar simplesmente na sua companhia ou na sua região, portanto, não deixe de fazer uma autoanálise séria e competente antes de ingressar em uma nova aventura.

2. Planeje seu tempo e orçamento

Com uma autoanálise bem estabelecida e com a total certeza de que a escolha mais apropriada é a transição para outra área, chegou o momento de planejar seu tempo e orçamento para os próximos meses.

Afinal, uma mudança dessas exige (na maioria dos casos) uma nova formação, o que envolvem gastos e um espaço de tempo considerável. Por isso, sente com calma e comece a analisar quais são suas disponibilidades e alternativas.

Os cursos são de graduação? São técnicos? De especialização? Quanto custa a opção mais vantajosa para seu currículo? Quantas horas de estudo durante a semana você vai precisar? É necessário estagiar? Todas essas particularidades devem ser colocadas no papel antes da mudança. 

Não se esqueça de incluir seus gastos e demais informações que movimentem seu orçamento mensal — especialmente se seu objetivo for a troca de emprego em um curto espaço de tempo, o preferível é que você tenha uma folga financeira de pelo menos 6 meses antes de iniciar essa nova empreitada.

3. Avalie seus interesses e habilidades

Ainda no momento da escolha do seu curso, não se esqueça de levar em conta seus principais interesses e habilidades. Na dúvida, opte por aqueles assuntos que você mais gosta de estudar e que costuma passar o tempo aprendendo.

gestão de imagem

Tudo isso auxilia você a escolher um trabalho descomplicado e que seja alinhado com sua personalidade e propósito de vida. Durante essa avaliação, não se esqueça de ser sincero em relação às principais habilidades — o ideal é focar nos pontos fortes em vez dos fracos, simplesmente por uma questão de retorno do investimento (tanto de tempo quanto de dinheiro).

Essa dica deve ser feita em conjunto com a anterior e, sem dúvida, essa é uma das partes mais importantes durante a sua transição profissional. Evite áreas muito diferentes da sua ou que você tem pouco ou nenhum conhecimento e experiência. Idealmente, sua escolha deve estar dentro dos seus interesses atuais. Como dica extra, não persiga somente o retorno financeiro.

4. Estude o mercado de trabalho

Estudar o mercado de trabalho também é imprescindível para o sucesso. Será que daqui a alguns anos sua nova carreira estará firme no mercado? Existe crescimento? Qual o tamanho da concorrência profissional? Tudo isso deve ser levado em consideração.

Obviamente, não é possível prever o futuro com exatidão, mas é sempre importante ouvir e procurar pelos profissionais que já atuam e que apresentam um prognóstico realista para os anos que estão por vir.

Isso também auxilia você durante sua nova formação (se necessária) e sobre suas principais estratégias para o futuro. Esse planejamento deve sempre levar em consideração o médio e longo prazo, por isso, é preciso ter um pouco de criatividade e assiduidade nos estudos para conseguir ter, pelo menos, uma ideia geral do que os próximos anos podem reservar para sua nova carreira.

5. Potencialize seu currículo com novos treinamentos

Durante sua transição, é mais do que recomendado que você comece a potencializar seu currículo de forma contínua. Procure por experiências (mesmo como voluntário), pequenos cursos e demais qualificações que possam transformar por completo o seu currículo.

Algumas dessas alternativas podem ser feitas de forma prática e em curto espaço de tempo nas suas horas vagas. Portanto, aproveite o ensino a distância e todas as ferramentas que estão à disposição.

Quanto maior for seu investimento e interesse na sua nova área, maiores serão as probabilidades de sucesso no futuro. Inclusive, não se esqueça de colocar sua experiência e competências atuais para conseguir fomentar ainda mais as suas principais atividades.

6. Busque apoio profissional

Por fim, lembre-se de que o apoio profissional para esse tipo de mudança existe e é extremamente recomendável. Como pôde ser percebido, o caminho a ser trilhado é longo e existe uma série de passos que devem ser dados de maneira proativa até uma transição segura e com reais chances de sucesso.

Os profissionais que trabalham com gestão de carreira estão aptos e amplamente treinados a auxiliar em todas essas análises e abordagens, fazendo com que um plano realista, mensurável e aplicável seja criado em um curto espaço de tempo (e com menor risco).

Aqui na PD Gestão de Imagem e Carreira fazemos esse trabalho e ainda auxiliamos você a criar uma marca pessoal forte, entre outros diferenciais que te colocam a frente de toda a concorrência, seja durante a sua transição profissional ou a sua carreira atual.

Gostou do post? Visite o nosso site e conheça mais sobre o nosso trabalho — estamos à disposição e prontos para lhe ajudar!

autoconfiança na marca pessoal

Patricia Dalpra é Estrategista em personal branding e gerenciamento de carreira.

O trabalho que Patricia Dalpra desenvolve surgiu de uma vontade e de uma certeza: vontade de levar pessoas e empresas a crescer, alcançar seus objetivos de negócios e de imagem e se relacionar melhor com outras pessoas e empresas; e certeza de que um trabalho estruturado de gestão de imagem e carreira é um dos melhores caminhos para se chegar lá. Ao longo de mais de uma década, a Patricia Dalpra já trabalhou para centenas de profissionais, executivos, empresários, atletas, instituições e empresas.

Specialties: Gestão de imagem, gestão de carreira e coaching. Personal branding, branding executivo, brand on, brand off, estudo do dna pessoal e corporativo e comunicação.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *