Posts

Marketing de Influência: Estratégias práticas para você desenvolver.

Sabemos que o marketing de influência permanece em alta em 2023, sendo apontado por diversos especialistas, como uma das principais tendências do ano.

Reforçando essa teoria o evento “BBXP” foi um evento pensado exclusivamente para influenciadores, neste ano o Big Boss, realizou esse evento pré-BBB, apontando que de fato a tendência veio para ficar.

Mas, vamos com calma. Antes de mergulharmos nesse tema é preciso ficar mais familiarizado com ele, afinal usar o marketing de influência pode não ser tão simples, por isso, separei alguns tópicos que podem facilitar a sua compreensão do tema, mesmo que você não seja da área de marketing.

O marketing de influência nada mais é do que uma estratégia de marketing digital focada nas redes sociais. O objetivo da estratégia é colocar a sua marca ou produto em evidência através de influenciadores digitais, produtores de conteúdo que possuem um público fiel e extremamente engajados.

Para começar um trabalho com influenciadores, a empresa precisa criar estratégias para aplicar o Marketing de Influência, neste planejamento deve conter o orçamento disponível para a ação, o perfil de criador de conteúdo e a campanha que será lançada. 

Budget: Orçamento disponível

Toda ação ou campanha de marketing requer investimento, não existe lançamento ou divulgação de produtos e serviços sem investimento em mídia. E na estratégia de marketing de influência, o primeiro passo é você descobrir qual é o valor possível de investimento que a sua marca terá. 

Canais:

Todas as redes sociais são canais de aquisição e relacionamento com os clientes, escolher qual rede social usar na sua ação é fundamental para que possa estar criando a comunicação certa nos canais que tenham maior potencial de resultado, ou seja: não adianta escolher o Tiktok só por que está em alta, ou não escolher por que só tem crianças por lá.

Marketing se faz com dados, na hora de escolher qual canal você quer estrear faça isso com base nos números de performance de cada rede social. Onde estão os seguidores e como eu posso ser encantá-los e aí, sim, você pode ir para próxima etapa.

O perfil do Influenciador:

Para selecionar o criador de conteúdo ideal para o seu nicho, considere os valores pessoais dele, quais bandeiras ele defende? Quais comunidades ele pertence? Isso faz sentido para a sua marca? Tom de voz, do criador de conteúdo, será que a forma que ele se comunica e influência os seus seguidores concordam com o tom de voz da sua marca? E principalmente, o público engajado, tem o perfil de cliente ideal da sua marca? 

Todas essas são perguntas que devem ser respondidas com clareza, para que você possa criar uma ação autêntica. Afinal, quanto mais relevante for o criador de conteúdo, maior poderá ser a exposição da sua marca e o ideal é que seja uma exposição positiva.

Através de um posicionamento claro e um modelo de campanha autêntica, você pode alcançar uma comunidade ansiosa para consumir os seus produtos. 

Essas foram algumas dicas de como criar estratégias para se aventurar no marketing de influência. 

Abraços, Shayane Viana.

Metaverso: A nova realidade mundial

Antes de tudo, é necessário entender o que é o metaverso e como ele se encaixa nas próximas tendências digitais. Apesar de ainda ser visto por muitos como uma promessa de futuro, ele já é uma realidade na vida das pessoas e empresas. Esse termo traz os conceitos da ficção científica para o universo virtual.

A Geração Z, é uma geração que traz diversas possibilidades e a capacidade de construir mundos novos, mostrando a individualidade de cada um, principalmente no digital. Se você ainda não entendeu o que é esse universo virtual e como ele vai impactar na sua vida, vamos tirar suas dúvidas.

O que é o Metaverso?

O metaverso é uma nova realidade no universo virtual que substituirá a internet como conhecemos. É um termo que traz em conjunto a inovação da tecnologia e  imersão virtual, onde as pessoas vivem experiências usando avatares. As opções são muito semelhantes com a realidade, podendo realizar compras, interagir com as pessoas e participar de reuniões, e tudo isso virtualmente.

Será que estamos tão distantes assim do Metaverso?

E a resposta é não. Estamos cada vez mais próximos de viver essa realidade virtual no nosso dia a dia. Hoje em dia, com o trabalho remoto sendo cada vez mais usado e o e-commerce crescendo, trazer toda sua experiência para o digital fica muito mais simples do que antes.

As empresas, por sua vez, precisam se adaptar a essa nova realidade. Traçando novas estratégias de modelos de trabalho e marketing digital. Essa inovação traz a ideia de conexão, que hoje em dia, é um dos maiores problemas do home office.

Recentemente um estudo do Gartne divulgou que mais de 40% das grandes instituições em todo o mundo usarão uma combinação de Web3, nuvem, realidade aumentada em seus projetos internos, todos baseados no Metaverso. Prevendo um aumento de receita e novas empresas no mercado, com as demandas desse ambiente virtual.

Além disso, o Instagram divulgou, recentemente, que a Web3 estará na tendência para esse ano de 2023. Principalmente para a Geração Z, que em seu comunicado, acredita que tudo leva ao metaverso, com as pessoas jovens buscando criar “um mundo mais reconhecível”.

Depois dessa quantidade de informações, é preciso se preparar para essa mudança digital, por isso busque novas estratégias e possibilidades de como aderir o Metaverso dentro do seu negócio. O metaverso trará novos paradigmas e certamente será muito útil para as empresas. Entenda esse novo momento e faça oportunidades.

Etapas Fundamentais para você vender na Internet

Vender na internet pode parecer algo simples, mas a verdade é que existem regras para que isso se torne uma realidade. É necessário um conjunto de ações no marketing digital para viabilizar essas compras de desconhecidos, neste texto vamos falar de forma resumida, das três etapas fundamentais, para você começar a seguir e melhorar as suas vendas na internet.

1. Posicionamento:

A Primeira etapa é o posicionamento, nós não saímos por aí comprando coisas de pessoas ou empresas que não conhecemos, sem saber se esse produto ou serviço realmente vai cumprir o que promete. Geralmente é comum o consumidor atual querer obter a maior quantidade de informações possíveis, antes de decidir pela compra. E é aqui que começa a importância de ter um posicionamento digital bem definido, principalmente se você trabalha com Infoproduto, mas para quem trabalha com um produto físico, também não foge a regra, para este caso, os possíveis compradores, vão buscar na internet, quais são as avaliações que existem do seu produto e se ele entrega o que promete. 

Desta forma, para uma pessoa comprar na internet de outra, ela precisa reunir um grupo de informações suficientes que a faça reconhecer naquela oferta, uma oferta confiável e relevante para o que ela busca. Por isso, o seu trabalho de posicionamento se torna tão necessário. Quando as pessoas buscarem por você na internet, elas precisam te encontrar, mais do que isso: elas precisam amar o que encontraram sobre você.

Posicionamento digital se resume em ter perfis na internet, alinhados e bem definidos para serem porta vós de quem você/sua marca é. Esteja disposto e comprometido a estar presente nas principais plataformas da internet e sobre tudo das redes sociais. E quando criar ou desenvolver os seus canais, priorize ter uma comunicação clara e verdadeira sobre quem é você e quais são os seus diferenciais. 

2. Autoridade

Considerando, que este possível cliente te encontre nos canais de comunicação, o próximo passo é  ele procurar quais são as informações que fazem do seu produto ou serviço algo insubstituível, quais são os elementos que fazem da sua oferta irresistível ao ponto dele comprar de você e não, da sua concorrência.  Se, de fato, você é alguém que entende do que se propõem a vender, quais são os seus “distintivos” que comprovam ser alguém que pode oferecer algo capaz de resolver um problema. Para os casos de infoproduto e serviços, quais são as referências que comprovam que você já transformou a vida de alguém, e se tem os “Títulos” necessários para se dizer ser, quem é: um promovedor de soluções! 

Para isso, construir uma autoridade digital, é preciso mais que apenas mostrar diplomas e títulos, é necessário que você forneça e/ou apresente conteúdos gratuitos e até prova social que mostrem a sua autoridade no seu mercado, e que é alguém que tem “gabarito” no que se propõe resolver. Em linhas gerais, ele precisa reconhecer em você uma pessoa capaz de gerais resultados positivos para ele. 

Aqui, a melhor saída é criar uma boa estratégia de “Inbound Marketing”, o Marketing de Atração/Conteúdo, resumidamente essa estratégia consiste em entregar uma grande quantidade de conteúdos relevantes, que geram valor e que não fique dúvida de que você tem autoridade no que falando. Mas atenção, é de extrema importância que essas publicações sejam públicas e de forma gratuita, para que qualquer pessoa possa te achar, seja no Instagram, Facebook, blog, YouTube, etc. Deste modo, os seus potenciais clientes poderão ter acesso de forma gratuita as transformações que você pode gerar para eles, e provar que sim, você/seu produto é o que ele precisa ter! 

3. Funil de Vendas

Por último e não menos importante, o funil de vendas é o processo ou caminho que o seu cliente faz, desde o primeiro contato com a sua marca, até efetivar a compra do seu produto/serviço. Por isso, é tão importante, aqui estão todas as informações de que você precisa para saber como e quando criar ofertas que encantem o seu comprador. A má notícia é que o funil de vendas não está pronto e disponível no Google para você, é preciso que desenvolva o seu funil com base nas experiências de comportamento do seu cliente e produto.  Aqui, vou te dar algumas dicas de como fazer isso de forma simples e mais fácil de ser executada! 

Separe o seu Funil em 3 etapas

  • TOPO DE FUNIL OU ETAPA 1: 

É hora de despertar a descoberta e interesses pelo que você faz. Esse é momento de dedicar a sua produção de conteúdo, a um conteúdo focado em atração de novos seguidores e fãs, essas são primeiras formas de contato e relacionamento entre usuário-marca, por isso ele é considerado o topo do funil, e deve ser o momento de se conhecerem e nada mais! 

  • MEIO DO FUNIL OU ETAPA 2:

Nesta etapa, você deve ter conteúdos de consideração e Intenção, que nada mais é que conteúdos que comecem a tratar um problema real, e como você pode ser indispensável nessa solução.  Vale focar em um problema específico e entregar soluções reais para resolvê-lo. Apesar disso parecer um “tiro no pé”, a promoção de solução gratuita, no meio do funil, desperta a confiança do seu possível cliente e funciona como Trial para sua oferta. E por falar em oferta, repare que até agora, não falamos de ficar fazendo panfletagem digital! Esse é o maior erro de quem se propõem vender na internet!

Ficar oferendo seu produto, sem estratégia e postando diariamente, como se a rede social fosse uma ‘vitrine’ de loja, é o jeito certo de fazer tudo errado! Não funciona e só custa tempo e energia para quem gerencia esses perfis. 

O momento certo de fazer uma oferta, de dizer abertamente um: “Oi eu tenho um produto que é perfeito para você”, é após fazer muito bem feito as etapas acima, aí sim! Agora, podemos estruturar a nossa terceira e última etapa:

  • FIM DO FUNIL OU ETAPA 3: 

Momento da conversão ou compra da sua oferta! Até aqui, nas etapas anteriores, você deve ter trabalhado o seu posicionamento, mostrado que é uma autoridade no seu nicho, e entregue tantos conteúdos gratuitos, que o seu cliente já deve estar convencido de que a sua marca é uma promovedora de soluções! Então, por que não comprar de você? 

Por isso, e justamente, por isso: esse é o momento ideal de fazer uma oferta. Afinal, nesta etapa, o seu possível comprador já está considerando seu produto/serviço como uma solução, um “tratamento” para o problema dele, aí chegou a hora de vender! Então, essa é a sua hora de criar uma oferta e boas vendas! 

Eu disse que não era uma tarefa fácil, a internet é uma promovedora exponencial de negócios e pessoas, mas para que tudo saia exatamente como planejado existem regras quase inexoráveis que precisam ser respeitadas para que você também explore o melhor desse universo.

Espero ter ajudado com esse texto, se ficar alguma dúvida escreva para gente, vamos adorar poder te ajudar mais!

Abraços da Shay. 

Marketing Digital em 2023

Descubra as principais tendências para o próximo ano!

Escrito por Shayane Viana

Para aqueles que antes achavam que trabalhar com marketing tem mais a haver com surfar numa onda de possibilidades, fazer um vídeo para o YouTube e viralizar, criar posts no Instagram para ter sucesso, certamente a essa altura já devem estar descobrindo que a brincadeira está cada vez mais séria. Os anos posteriores ao início da Pandemia se provaram ser tempos de grandes instabilidades, até para o mundo digital, que sofreu com fortes mudanças. As “fórmulas” que até então funcionavam e enriqueciam alguns, simplesmente deixaram de funcionar, apontando para uma forte reformulação no mercado digital e como esperado, criando assim uma coleção de desafios para solucionarmos com inovação e muita criatividade.

Se por um lado o ano de 2022, foi onde descobrimos que as velhas “fórmulas” não funcionam mais, por outro, 2023 é um ano onde esperamos testar os novos formatos, para que possam gerar os resultados esperados para cada negócio. 

As tendências de marketing digital, são as estratégias que estarão em alta neste período ou no mercado, por isso é muito comum que elas se repitam ao longo dos anos, se reforcem ou até mesmo apareçam novas. Veja neste artigo 4 tendências de marketing digital, previstas para o próximo ano e como você pode implementá-las no seu negócio.

1- Marketing de Conteúdo

Nos últimos 5 anos os conteúdos em textos, as legendas de redes sociais, os textos de blogs e os artigos no geral eram o grande formato que funcionava, e naturalmente com a massificação o modelo saturou, abrindo espaço para os novos formatos que simplesmente explodiram nas tendências de consumo desde 2020, os vídeos. Se até esse ano, o vídeo apresentava um crescimento linear, com o isolamento social e hábitos adquiridos nele como: o aumento de chamadas de vídeos e lives, tudo se tornou vídeo.

O Tiktok, aplicativo de entretenimento de vídeos curtos, se tornou uma das principais redes acessadas no mundo, instituindo assim uma nova forma de absorver conteúdos: vídeos curtos e ágeis, que sem demora se tornaram a grande preferência da internet, não restando muito espaço para os demais formatos. Segundo pesquisa Global Digital 2022 – publicado em parceria com We Are Social e Hootsuite, mais de 90% do consumo do conteúdo digital é pelo smartphone, um dado relevante que aponta a importância de produzir vídeos curtos, que possam ser vistos pelo celular, com uma imagem verticalizada, afinal a experiência do usuário é a base do sucesso da publicidade digital. Uma receita aparentemente simples que tem gerado números impressionantes para o Tiktok, Reels e o Shorts do YouTube, modelos em alta e que se reafirmam para o próximo ano. 

Outra aposta em paralelo aos vídeos, que tem apresentado crescimento no meio digital, são os Podcasts, dados da Kantar IBOPE Media, apresenta um crescimento de mais de 83% de novos ouvintes, sendo que 58% afirmam que nos últimos 6 meses consumiram a mesma quantidade ou mais podcast, que no período anterior.

Ter conteúdos que não disputam a exclusividade do tempo de consumo aumentam as chances de ganhar o usuário, afinal o podcast em geral é ouvido como atividade secundária. Para marcas pode ser uma estratégia de diversificar a comunicação e ocupar lugares (canais) que possibilitem novas experiências aos seus consumidores. Dito isso, vale lembrar que desde o surgimento do Coronavírus, que o marketing digital, no geral, baseia-se em estratégias que não focam em vendas, mas sim, em construir um relacionamento e promover uma boa experiência do usuário para conquistá-los e aí, sim, atrair a tão sonhada conversão em vendas. Qualquer estratégia que tente inverter isso, no geral, não tem apresentado muito sucesso.

2- Marketing de influência 

Os influenciadores, sejam pequenos ou grandes, são como embaixadores da marca. Isso porque os consumidores digitais, sobretudo a Geração Z, tem uma grande resistência à publicidade tradicional, com atores e textos prontos, gravados em um estúdio profissional. Esse tipo de propaganda tende a funcionar cada vez menos para as marcas, visto que os usuários buscam um relacionamento autêntico com as empresas. 

Diante desse cenário, os influenciadores passam a ser embaixadores da marca, traduzindo quais os benefícios e diferenciais que o produto pode oferecer, sem “letrinhas miúdas”. A sacada aqui é ter uma estratégia que possa eleger o perfil de influencer certo para sua marca, considerando público alvo, valores, tom de voz e principalmente a autenticidade que ele imprime nos seus canais. Sem falar, é claro, nos dados de influência que ele possui. 

3- Comunidades

Essa é uma das tendências mais esperadas do ano! 

Após as grandes transformações sofridas pelas plataformas de redes sociais, onde a principal moeda de troca era o relacionamento entre marcas e consumidores, por engajamento e compras, agora o relacionamento “pulverizado” dá lugar ao fortalecimento de Comunidades. 

Para os mais adeptos do Marketing, isso faz lembrar Philip Kotler, no Livro Marketing 4.0 (Do tradicional ao digital), onde ele menciona que a base deste “novo marketing” seria na geração de consumidores aptos a serem embaixadores da marca. Pessoas tão apaixonadas pela empresa a ponto de indicarem, defenderem e divulgarem ela para o mundo, sem ganhar nada por isso. 

Voltando para o conceito de comunidade, é exatamente isso, estratégias focadas em construir um grupo engajado e fiel de pessoas dispostas a se tornarem embaixadores da sua empresa, pelo simples fato de amarem ela. E aqui está o seu desafio, unir e encantar pessoas. Isso pode ser feito por meio de ofertas (gratuitas e pagas) exclusivas para um grupo de usuários que podem estar em grupo do Telegram, WhatsApp, Facebook, E-mail-mkt e outros, você escolhe qual canal mais funcionará em seu negócio e uma vez criada a sua comunidade, o desafio é reter e encantar as pessoas para torná-las embaixadoras da sua empresa. Mais do que se relacionar com as pessoas na rede social, o conceito de comunidades engloba encantamento como fator diferencial.

4- Experiência Híbrida ou no bom “Marketês”, experiência Omnichannel

Essa é uma daquelas tendências que aparece num ano e se reforça com o passar do tempo. Em 2021 vimos chegar os primeiros sinais de que a Comunicação das marcas precisavam ser integrada, independente dos canais, isso se provou relevante em 2022 onde o foco deixou de ser a venda, mas sim a experiência do usuário e como ele se relaciona com a marca de forma duradoura, esses aspectos são garantidos para o próximo ano. 

Ter uma comunicação cada vez mais integrada, capaz de conectar todos os seus canais. Isso faz com que o consumidor tenha uma visão unificada do posicionamento da sua marca, fortalece o sentimento de confiança e facilita a jornada de compra do seu cliente. Então, se o seu plano de marketing ainda não está concluído, vale revisar os seus canais como: aplicativos, site, redes sociais, atendimento on/off-line e demais para corresponderem a estratégia Omnichannel, que nada mais é que a integração da sua comunicação em todos os seus canais, para um sólido posicionamento de marca, isso pode envolver muitos elementos de branding.

Enfim, o ano de 2022, até aqui, foi marcado pela intensa transformação dos hábitos de consumo digital e serviu em grande parte para testarmos aquilo que não tem mais potencial de performance, apontando também para os novos formatos e demandas do público digital. Agora esperamos que as tendências projetadas para o próximo ano nos ajudem a prever e estruturar posicionamentos que possam de fato gerar os resultados de crescimento esperados para 2023! Por aqui ficaremos na torcida que este seja um grande ano para todos nós!

Instagram para negócios: 4 ferramentas para profissionais liberais

Todo mundo sabe que as redes sociais já são parte integrante da vida de grande parte da população, influenciando não apenas o seu comportamento, mas também a forma como consomem produtos e serviços. Pensando nisso, resolvemos preparar um post abordando o Instagram para negócios e algumas de suas ferramentas para profissionais liberais.

Por meio do uso estratégico e programado de tais recursos, é possível angariar mais clientes, atingir um novo público ou até mesmo ganhar mais credibilidade dentro do seu segmento de mercado, gerenciando sua imagem profissional sem gastar nada por isso. Continue lendo o conteúdo e descubra como!

1. Reels

Os Reels podem ser considerados como o recurso do momento no Instagram, visto que a própria plataforma já avisou que impulsionará com mais afinco esse tipo de conteúdo. Ele funciona de forma similar à outra rede social que vem fazendo bastante sucesso atualmente: o Tik Tok.

São vídeos bem curtos, cuja gravação não ultrapassa os 30 segundos. Eles podem ser feitos de forma direta ou com múltiplos cortes, se valendo de efeitos como a realidade aumentada ou áudios externos, como músicas de fundo e dublagens.

2. Vídeos Longos

Relativamente parecido com o Reels, mas a grande diferença está na duração dos vídeos, que pode ser muito maior aqui. A ideia da ferramenta é ser uma espécie de concorrente para o YouTube, com conteúdos mais densos e aprofundados.

Para profissionais liberais que querem usar o Instagram para negócios,  esse formato de vídeos mais longos se configura em uma possibilidade de gerar materiais relevantes e que possam reforçar seu branding pessoal. Também é possível utilizar para “salvar” Lives antigas, para quem não conseguiu assistir ao vivo.

3. Lives

Falando em Lives, precisamos incluí-las na lista de opções para profissionais liberais que querem usar o Instagram para negócios. Elas ganharam muita popularidade com as demandas de distanciamento social, sendo uma alternativa de entretenimento e informação.

Outra possibilidade é o de usá-las para entrevistas ou aulas, além de bate papos com outros usuários da rede. É uma maneira de estabelecer um novo canal de comunicação direta com seu público, promovendo a aproximação de forma natural e orgânica.

4. Fixar comentários

Por fim, não poderíamos deixar de falar da possibilidade de fixar comentários para profissionais liberais que querem usar o Instagram para negócios. É um recurso muito simples e que pode passar desapercebido para alguns usuários, mas que pode ser de grande valia como uma discreta estratégia de marketing natural.

Quando você faz isso na sua postagem, o que foi comentado fica em destaque em seu respectivo post. Com isso, você pode direcionar os “holofotes” para feedbacks positivos, dúvidas interessantes ou qualquer outro conteúdo que deseje que seja visto primeiro.

Como você pôde ver, não faltam estratégias para profissionais liberais que querem usar o Instagram para negócios. Citamos algumas das principais, mas ainda existe o Boomerang, GIFs, filtros e muito mais!

Gostou de apender mais sobre o Instagram para negócios? Quer conferir outro post interessante para profissionais liberais? Então continue conosco e descubra como investir em marketing de conteúdo!

O que é Marketing de Conteúdo e por que você deve tê-lo em sua estratégia

Existem várias estratégias de marketing que podem ser aplicadas em uma empresa. Mas, você sabe o que é marketing de conteúdo e o impacto desse método para o sucesso do negócio?

Na internet, as pessoas estão expostas diariamente a diversos conteúdos, sejam fotos, textos, vídeos, dentre outros. Mas, para obter diferencial, é necessário aplicar estratégias que agreguem mais valor, fazendo com que a pessoa se interesse pelo seu material e veja que pode contribuir com informações, interesses ou problemas.

Por isso, neste artigo, apresentaremos como fazer e quais benefícios seu negócio pode obter por meio do marketing de conteúdo. Confira mais detalhes a seguir!

O que é o marketing de conteúdo?

O primeiro passo é que você compreenda em detalhes sobre o que é Marketing de Conteúdo

Esse tipo de estratégia tem como foco atrair potenciais clientes e promover o engajamento desses usuários com a marca. 

Geralmente, para que esses conteúdos sejam efetivos, eles consideram que tais pessoas têm características semelhantes e de interesse para a marca, formando o público-alvo da sua empresa, ou mesmo as personas, personagens mais específicos em dores e interesses.

Ao considerar tais aspectos e produzir conteúdo de valor, é possível fazer com que sua empresa tenha o aumento de clientes ou de leads (que são clientes em potencial). 

Por meio desse material é possível atrair novos clientes, assim como envolvê-los com o conteúdo, criando uma boa percepção acerca da sua marca e negócio, criando valor e um relacionamento de confiança a longo prazo. 

Sua empresa precisa conhecer o público, pois ele tem algumas preferências e conteúdos que considera relevantes. 

Por isso, esse trabalho visa que a empresa crie um conteúdo que seja relevante, atrativo e que consiga chamar a atenção do público-alvo, aproximando-o de forma natural do negócio e possibilitando novos negócios.

Para chamar a atenção do cliente, o conteúdo precisa agregar algum tipo de benefício, seja tirar uma dúvida ou esclarecer algum tema, por exemplo.

Por isso, esse tipo de ação de marketing trabalha no conhecimento da jornada de compra do consumidor e nos temas que ajudam na evolução da jornada de compra, considerando os objetivos da marca. 

Conheça a jornada de compra do consumidor

O marketing de conteúdo precisa trabalhar integrado com as estratégias de marketing da sua empresa. 

Para isso, é essencial conhecer o processo de jornada de compra do consumidor. Isso é importante porque o cliente nem sempre tem a certeza do que precisa consumir.

Muitas vezes, a pessoa ainda não identificou quais são os seus problemas e nem tem uma marca ou empresa como referência. 

Já em outros casos, pode estar mais decidida, já sabe que quer realizar um processo de compra ou, até mesmo, tem interesse em se cadastrar para receber algum conteúdo da empresa, por meio de uma newsletter ou email-marketing, pois compreende que tem relevância em um nicho que pode resolver uma necessidade.

Como elaborar uma boa estratégia de marketing de conteúdo?

Para montar uma boa estratégia de marketing de conteúdo precisamos falar sobre a estratégia do Inbound Marketing, que é voltado para o marketing de atração do cliente. 

A partir disso, é possível elaborar uma estratégia levando em conta 5 elementos:

  • Planejamento;
  • Definição de persona e público-alvo;
  • Desenvolvimento de conteúdos relevantes;
  • Distribuição dos conteúdos;
  • Mensuração de resultados. 

Entendendo cada uma dessas etapas é possível visualizar uma melhor estratégia para a divulgação da marca, alcançando novos públicos com cada vez mais qualidade;

Na prática, o planejamento consiste em um plano que vai definir as metas e objetivos da empresa, quais canais podem ser utilizados e quais conteúdos podem ser desenvolvidos. Tudo isso, a partir de uma identidade visual da marca e conhecimento do mercado.

O processo de elaborar uma persona parte da escolha do público-alvo. A persona, nada mais é que um personagem fictício que representa os clientes. Conforme os nichos de público e atuação, é possível desenvolver mais de um a persona, permitindo criar campanhas mais segmentadas e que promovem resultados. 

O processo de criar o conteúdo pode ser feito a partir de vários formatos, como vídeos, e-books, fotografias e artes. A ideia é fazer esse material a partir das características do público, assim como do canal de veiculação, fazendo com que seja atrativo, de valor e informativo o suficiente para fazer o lead evoluir na jornada de compra. 

Além do processo de criação dos conteúdos, é fundamental saber onde eles serão distribuídos. Por exemplo, você pode criar um conteúdo para redes sociais, assim como para o disparo via email marketing. Assim, é preciso considerar a profundidade e objetivo do material, bem como as especificidades de cada canal, para que o material seja efetivo.

Para fechar nossa lista, é crucial investir na mensuração de resultados, que compreende em ações para visualizar quais foram os resultados das campanhas, levando em conta o objetivo traçado, com métricas como tráfego obtido, taxas de conversão, ROI, o tempo de permanência do cliente na página, dentre outros aspectos importantes. 

Redes sociais

Para divulgar o seu conteúdo, é possível investir em anúncios publicitários, levando em conta o poder de atração e possibilidade de segmentação desses materiais, isso sem perder as características do marketing de conteúdo, visto que materiais educativos podem ser patrocinados. 

Além disso, nas redes sociais, essas ações se destacam, possibilitando atingir um maior público que tem potencial de conversão, aproximando a marca ainda mais da rotina dos consumidores. Afinal, diariamente as pessoas acessam suas redes, tendo contato direto com a marca.

Outra vantagem é a possibilidade de mensurar o alcance do conteúdo nessas plataformas, que oferecem campanhas menos custosas e facilitam a produção de materiais orgânicos e patrocinados, visto que é possível acompanhar o comportamento e os interesses da audiência, conhecendo melhor o consumidor, seja usando o Instagram ou o Twitter Ads

Dessa forma, sua empresa tem a possibilidade de atingir o público correto por meio de bons conteúdos e estratégias que visam a escolha de palavras-chaves para identificação dos algoritmos e dos próprios usuários sobre o segmento de atuação.

Consequentemente, os potenciais clientes podem encontrar e interagir com as publicações, conhecendo melhor os produtos e serviços, agregando novas oportunidades de negócio e sucesso ao empreendimento.

jogador de vôlei Douglas Souza

Douglas Souza, o jogador de vôlei que virou a Juliette das Olimpíadas

Já imaginou ganhar 1 milhão e meio de seguidores da noite pro dia? Foi isso que aconteceu com o jogador de vôlei Douglas Souza. O atleta que chegou no Japão com 200 mil seguidores e já passa da marca de 2 milhões e seiscentos mil, após um de seus vídeos viralizarem. Ele já é o jogador de vôlei mais seguido no instagram e o sucesso é tanto que a empresa da cantora Preta Gil já fechou com o atleta para gerenciar sua carreira

Indo para sua segunda olimpíada, o jogador de vôlei Douglas Souza vem conquistando várias pessoas com seu jeito simpático e irreverente. Após um de seus vídeos viralizar, ele se tornou o queridinho das celebridades e vem ganhando milhares de seguidores a cada hora. Com apenas 25 anos e indo em busca da sua segunda medalha de ouro olímpica, o atleta tem chamado atenção não somente pelo seu lado humorado, mas também por levantar a bandeira LGBTQIA +. Douglas foi o primeiro jogador de vôlei da seleção brasileira a se assumir gay e falar abertamente sobre o assunto. 

Tokyo 2021 já começou antes mesmo dos primeiros apitos dentro de quadra. Que os jogos vão ser fechados para o público todos já sabem, mas nem por isso os amantes do esporte estão chateados. Atletas de todas as nacionalidades têm enchido suas redes sociais de registros mostrando cada detalhe das instalações e rotina olímpica. Por que então, Douglas Souza teve extremo sucesso em meio a tantos outros atletas postando o mesmo conteúdo?

A fama repentina não é algo incomum nessa era de redes sociais, como foi o caso de Juliette e Gil, ambos participantes do reality show Big Brother Brasil, que alcançaram números impressionantes em seus perfis durante o programa. Mas, o que faz algumas pessoas se destacarem entre tantas outras?

Num mundo onde muito se copia, a autenticidade é algo que vale muito. Se pegarmos todos esses fenômenos da web, o que eles têm em comum é justamente o fato de serem eles mesmos e conseguirem muito bem trabalhar suas identidades e entregar aos seus seguidores uma persona consistente. O jogador de vôlei tem mostrado o dia-a-dia na vila olímpica com muito bom humor e criatividade, Douglas Souza tem dado visibilidade a artistas como Pabllo Vittar e encantado grupos que não teriam costume de assistir aos atletas brasileiros.

A estrada para o ouro ainda é longa, mas se a competição fosse nas redes sociais, essa medalha já era brasileira. A facilidade em arrancar sorrisos das outras pessoas já faz com que o jogador de vôlei Douglas Souza seja sensação das olimpíadas, e agora é só esperar para ver aonde essa estrela vai chegar fora das quadras. Enquanto isso, vamos continuar acompanhando os posts e ficando por dentro dos jogos em Tokyo de uma forma leve e espirituosa.

Como o posicionamento digital pode ajudar a destacar sua carreira?

Construir uma carreira hoje é completamente diferente da época que seus pais e seus avós construíram a deles. Isso porque estratégias tradicionais que funcionavam antes, no século XX, não atendem mais às expectativas do mercado do século XXI. O posicionamento digital veio para transformar e impactar o que conhecemos como profissionalismo.

O posicionamento de uma marca ou de um profissional liberal é um elemento-chave no crescimento no desenvolvimento dos mesmos, pois é esse posicionamento que vai determinar como é a comunicação com o seu público-alvo.

E então? Quer saber mais sobre como o posicionamento digital pode impactar sua carreira? Continue a leitura!

Como o posicionamento digital funciona?

Hoje no meio profissional as pessoas estão mais conscientes, em busca de motivação e engajamento. Não basta ser formado na melhor faculdade para o seu campo de atuação, ter as melhores notas, se você não deixar claro o seu propósito e as suas propostas de valor e caráter.

Atualmente, para uma pessoa ou uma marca impactarem o mercado, tecerem estratégias de crescimento e desenvolvimento de carreira, exige muito mais preparo do branding e do seu posicionamento digital do que anos atrás.

É por meio das estratégias digitais que você conectará a sua marca às pessoas, transmitirá os seus valores e apresentará o seu “porque”, suas motivações, seu diferencial, algo que vai muito além de produtos. 

Portanto, se você quer destaque na carreira, o posicionamento digital é uma das estratégias mais importantes. Veja abaixo o porquê!

Você ganha destaque no mercado

Quando você aparece no meio digital da maneira certa, você é visto, é mencionado e, um dos aspectos mais importantes, é referência para assuntos importantes da sua área.

O seu mercado, o seu consumidor ou o seu contratante entenderão por que você é influência no seu ramo e a melhor escolha entre as demais opções. Então, seja por um post em redes sociais, um blog de interação, um fórum de debate, o importante nesse momento é transparência, coerência e honestidade. 

As pessoas estão mais conscientes e com muito mais acesso à informação. Uma fake news, por exemplo, pode ser facilmente descoberta e a sua reputação pode sofrer duras consequências.

O posicionamento digital transmite a sua personalidade. Portanto, reflita sobre o que você quer que as pessoas conheçam sobre você e quais valores você quer passar para frente.

Demonstra ser uma pessoa atualizada

Hoje vemos um mundo onde as pessoas estão inteiramente conectadas pela internet, trabalhando de maneira remota, em grandes organizações e longe dos ambientes formais de escritórios. 

Da mesma forma, você pode construir a sua reputação sem sair de casa. Sendo assim, invista em suas redes, aperfeiçoe o seu design e amplie sua mensagem e sua história. Em meio a tantas páginas, destaque-se e demonstre ser uma persona atual.

Torna o seu branding mais eficaz

A transformação digital não é mais uma perspectiva do futuro, é a realidade do presente. Foram várias as mudanças que nos fizeram chegar nesse cenário, como as crises econômicas que levaram à quebra de empresas tradicionais e ao crescimento de modelos inovadores de negócios, como startups. 

Além disso, a pandemia do Covid-19 transformou as relações de trabalho, dando mais espaço para o desenvolvimento do trabalho remoto. Todos esses movimentos históricos influenciaram na sociedade, na economia e na cultura, porém, foi a transformação digital que trouxe novas formas de lidar com o mundo.

Nesse contexto, as dinâmicas de publicidade e branding que funcionavam no passado não são mais eficientes hoje. Portanto, compreender essas mudanças e alinhar essas questões para contribuir com o seu diferencial competitivo é um passo-chave na sua construção de carreira.

Notou como o posicionamento digital está entrelaçado com a nossa carreira? Os profissionais precisam utilizar suas ferramentas de forma cada vez mais atual e estratégica!

Se você quer saber mais sobre o assunto, veja aqui os 5 passos para construir sua marca pessoal e continue investindo em sua carreira!

branding digital

Branding digital: saiba tudo sobre o tema!

Independentemente do ramo de mercado no qual um empreendimento está inserido, o seu sucesso depende, basicamente, da maneira pela qual as pessoas, empresas e potenciais clientes observam sua marca. Por isso mesmo, aprender um pouco mais sobre o conceito de branding digital pode fazer toda a diferença.

Com o advento da internet e dos gadgets de navegação, a forma pela qual se faz marketing e merchandising precisou se adaptar, até mesmo para atender às novas demandas e necessidades de um público conectado e cada vez mais exigente. Quer descobrir como fazer isso? Então continue lendo e saiba tudo sobre o tema!

Afinal, o que é o branding digital?

Você já deve ter ouvido falar sobre o branding, que nada mais é do que o trabalho de gestão de uma marca, que é feito com o objetivo principal não apenas de torná-la mais conhecida entre o público e as outras empresas, como também de aumentar a sua reputação, gerando reações mais positivas na mente dos consumidores.

Já o branding digital, como o próprio nome já diz, consiste em utilizar os recursos da internet para realçar os pontos fortes do empreendimento, usando como base as tecnologias, plataformas e ferramentas disponíveis nos meios virtuais. Não é complexo perceber que, hoje em dia, isso é imprescindível para ter êxito.

Quais são os benefícios de apostar no branding digital?

Agora que você já entendeu um pouco melhor sobre o conceito geral de branding e também sobre a sua vertente digital, chegou a hora de conhecer, com um pouco mais de profundidade, quais são os maiores benefícios de apostar nesse tipo de estratégia. Confira abaixo alguns exemplos interessantes.

Criação de uma identidade

Um dos principais benefícios de apostar no branding digital consiste em conseguir criar uma identidade para um negócio ou profissional, gerando uma espécie de marca pessoal. Quando usa esse tipo de estratégia, você imprime um tipo de “voz” e “tom” pelos quais a sua marca consegue se comunicar com o mundo exterior.

É possível escolher, por exemplo, entre ser mais amigável e informal, da mesma maneira que você pode ser direto e robusto, caso esse seja o mote do seu negócio. O mesmo vale para a identidade visual, que é um dos pilares do merchandising, devendo ser aplicado nos cenários digitais em cada canal de divulgação que for utilizado.

Agregação de valor à marca

Outro dos benefícios de apostar no branding digital é agregar valor à sua marca. O público virtual é, cada vez mais, antenado nesse tipo de detalhe e, via de regra, as pessoas não desejam mais consumir ou investir em profissionais ou empresas que não contem com uma imagem positiva perante a sociedade.

Com um bom branding digital, você ganha credibilidade e pode, por exemplo, bater de frente com um líder do seu segmento, mesmo tendo menos recursos para divulgação. Mais do que fazer marketing tradicional, vale apostar também no que as outras pessoas compartilham, naturalmente, sobre o seu negócio.

Aumento da visibilidade geral

Não dá para negar que, apesar de ser mais criterioso e direcionado, com intenções bem claras em gerar credibilidade e uma imagem positiva para um negócio, o branding digital também acaba por aumentar, tal qual faria o merchandising tradicional, a visibilidade geral da sua marca. E, obviamente, fazer isso é muito inteligente.

Marcar presença em diversos canais, sobretudo os que estão sediados no ambiente digital, faz com que empresas e clientes possam encontrá-lo mais facilmente, sobretudo se as suas estratégias e ações deixarem claro que você está alinhado com as propostas de valor e personalidade que o seu mercado exige.

Como ter um excelente branding digital?

Agora que você já entendeu o conceito de branding digital e descobriu algumas das vantagens de aplicar essa estratégia para o seu empreendimento, chegou a hora de partir para a ação e conhecer algumas dicas práticas para conseguir sucesso nesse desafio. Veja abaixo algumas delas!

Aposte na criação de um site

Não dá para falar em qualquer tipo de estratégia digital sem falar de um website, não é mesmo? Afinal, esse é o seu endereço oficial na internet e ajuda a fazer com que qualquer carreira ou empresa tenha muito mais credibilidade. Acertar nesse quesito, portanto, é extremamente importante.

A página deve, além de ser moderna e intuitiva, transmitir toda a essência de sua marca, dentro dos parâmetros estabelecidos de comunicação visual. Também é muito importante que tudo seja original e, especialmente, responsivo a telas pequenas, em tempos nos quais a grande maioria das pessoas navega por meio de smartphones.

Utilize o poder das redes sociais

Também é impossível falar de internet e estratégias de divulgação atuais sem citar o poder das redes sociais. Esse tipo de mídia faz parte do dia a dia da grande maioria das pessoas ao redor do mundo e, com uma boa utilização das suas potencialidades, é perfeitamente possível obter resultados consistentes e vantajosos.

No Brasil, as opções mais utilizadas são, em geral, o Instagram, Facebook e o Twitter. Caso você não tenha muita experiência nesse aspecto, se ater a essas alternativas pode ser uma boa ideia inicial. Não se esqueça também dos anúncios pagos, que marcam presença e atingem justamente as pessoas que você deseja. 

Desenvolva conteúdos atraentes

Por fim, não dá para fazer um bom branding digital sem conteúdos atraentes. Não interessa se você quer trabalhar pelas redes sociais, pelo seu site ou mesmo por envio de e-mails: o que faz a diferença é você entregar algo que o seu público-alvo esteja buscando, sempre mantendo a sintonia com a sua marca.

Outra boa ideia pode ser a criação de uma espécie de blog institucional com artigos, vídeos ou e-books. Essas ações ajudam a aumentar a sua autoridade no mundo online e contribui para uma boa disseminação da sua marca entre os consumidores ou demais empresas, principalmente em longo prazo.

Seguindo essas dicas, você estará pronto para um excelente branding digital. E, caso você queira dar um salto na sua carreira, conte com a ajuda profissional da PDI para reforçar a sua marca pessoal!

Gostou de aprender sobre branding digital? Então não deixe de compartilhar livremente este conteúdo em suas redes sociais!

Como fazer a digitalização da minha profissão?

A transformação digital já é uma realidade, tanto para pessoas, como para negócios. Porém, fazer esse processo de “digitalização” das atividades profissionais requer alguns cuidados e até mesmo estratégias importantes para não se tornarem apenas informações online. 

É justamente sobre esse assunto que vamos abordar em nosso post e mostrar a você, profissional liberal ou pequena empresa, de como usar as ferramentas e os canais certos para promover sua imagem e sua profissão nesse novo universo digital. 

Quer conferir? Então, continue conosco e tome nota das dicas a seguir. Vamos lá! 

Como a digitalização afeta as profissões de hoje? 

Você consegue apontar uma empresa ou profissional autônomo completamente ausente da internet? Hoje, isso praticamente é impossível! Afinal, a transformação digital se tornou algo dentro da rotina de qualquer negócio ou vida pessoal. 

Para se ter uma ideia, só o brasileiro gasta, em média, 9h diárias conectados e boa parte desse tempo é dedicada a algum tipo de consumo em produtos ou serviços. 

Ou seja, o mercado em si se transformou nesta atual Era digital e as empresas e profissionais têm um campo amplo e muito mais prático de ser explorado nesse universo online. Porém, é preciso saber estar presente nele! 

E como fazer a digitalização de minha carreira? 

Não importa qual seja a sua área de atuação. A internet já faz parte dela e cabe a você saber imergir nesse oceano de oportunidades virtuais. 

Hoje, o que não faltam são meios e canais já prontos para você “digitalizar” a sua carreira e mostrar ao mundo as suas qualidades e potenciais. Porém, além deles, a internet ainda possibilita criar inúmeras formas inovadoras para se expor e se vender para o público desejado. 

Abaixo, separamos pelos menos as dicas essenciais do que é fundamental nesse processo de digitalização da profissão. Confira! 

Estabeleça a sua marca nas redes sociais 

Vamos lá! Criar uma identidade única nas redes socias não significa simplesmente ter uma página ou perfil bem organizado e chamativo. Se você não tiver algum diferencial e saber trabalhá-lo, sinceramente, você será apenas mais uma opção dentre infinitas referências. 

Para isso, não tem problema você se basear em algo já existente, mas busque sempre diferenciais que destaquem a sua marca, seja com conteúdo de mais qualidade, com foco em assuntos específicos, com uma identidade visual própria, linguagem marcante e saiba diferenciar o perfil pessoal do profissional. 

Invista no LinkedIn 

Entre as redes sociais, indiscutivelmente, o LinkedIn é o canal mais indicado para assuntos profissionais, especialmente, para aqueles que focam na digitalização de suas atividades. Ou seja, é a plataforma ideal para se vender como especialista de determinado assunto. 

Portanto, crie um perfil bem detalhado, atualize sempre com suas capacitações e conhecimentos, mantenha uma frequência de posts próprios e de fontes confiáveis e, claro, construa um networking sólido. 

Crie um site único e diferenciado 

Ter um site próprio também é um dos diferenciais para esse processo de digitalização da carreira. Afinal, contar com uma página sua aumentar essa valorização de sua marca, produto e serviço, otimizando as pesquisas do público desejado e criando um canal mais próximo e exclusivo com o seu mercado. 

Enfim, essas são algumas dicas básicas sobre o processo de digitalização das profissões e não há dúvidas de que isso não é mais uma mera tendência, mas sim uma realidade incontornável. Portanto, invista nessa ideia e entenda a sua importância prática e estratégica para atingir cada vez mais pessoas e se tornar uma referência única em sua especialização. 

Gostou? Quer mais dicas para a sua carreira e vida profissional? Então, assine a nossa newsletter, pois já temos muitas outras novidades e conselhos úteis para ajudar você.